F1: FIA reitera liberação de difusores, mas equipes prometem recorrer

A temporada 2009 da Fórmula 1 nem começou e uma polêmica já está tomando conta dos bastidores. Conforme previsto, Ferrari, Renault e Red Bull resolveram realmente protestar junto à FIA (Federação Internacional de Automobilismo) contra os difusores de Brawn GP, Williams e Toyota. Os modelos em questão acabaram aprovados, mas uma solução para o caso ainda não está definida, visto que devem haver mais reclamações na corte de apelações da entidade.

Instalados na parte traseira dos carros, os difusores vêm sendo alvo de discórdia desde os testes de pré-temporada, primeiramente com Williams e Toyota. Depois, quando a Brawn foi à pista, mais irritação foi causada nas rivais, enquanto a FIA continua garantindo que as equipes souberam encontrar uma brecha no novo regulamento técnico da categoria.

Como esse parecer oficial seguiu inalterado nesta quinta-feira, último dia para Ferrari, Renault e Red Bull protestarem, os times de Ross Brawn, Frank Williams e John Howett devem entrar no Grande Prêmio da Austrália com o acessório.

Porém, isso não quer dizer que a confusão está contornada, porque é esperado que as três reclamantes, possivelmente aliadas ainda à BMW, questionem novamente a decisão, desta vez na Corte de Apelações da FIA, que deve se reunir nas próximas semanas.

Nesse caso, os resultados tanto da corrida de Melbourne, como a da Malásia, que ocorre em 5 de abril, permaneceriam sub júdice até que ocorra o encontro na sede do órgão, em Paris.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *