F1: Heidfeld chama Sutil de “estúpido” e sugere “cérebro” ao rival

O Grande Prêmio de Cingapura foi atribulado para o alemão Nick Heidfeld. Punido após fazer o sétimo melhor tempo do treino classificatório, ele foi obrigado a largar dos boxes. Em seguida, o piloto da BMW deixou a prova após um acidente com o compatriota Adrian Sutil, da Force India.

“Eu acho que ficou claro pela TV. Foi completamente estúpido por parte do Sutil. Ele voltou à pista sem olhar e acelerou para cima do meu carro”, declarou. Questionado se a BMW tomaria alguma providência sobre o acidente, Heidfeld disparou: “talvez tentaremos achar um cérebro para ele!”.

Surpreendido com a manobra de Sutil, o piloto da BMW ficou sem ação. “Obviamente, eu pensei que ele pararia. Quando vi ele se movimentado, fui para a esquerda. Ele deveria olhar por onde anda”, reclamou Heidfeld, que deixou a prova imediatamente. Sutil ainda chegou a trocar o bico, mas parou quatro voltas depois com problemas nos freios.

O piloto da Force India também deu sua versão para o acidente com o irritado compatriota. “Tentei passar (o espanhol Jaime Alguersuari, da Toro Rosso), mas ele fechou a porta. Nos tocamos de leve e rodei, então o Nico veio na curva e me acertou”, declarou Sutil.

O piloto da Force India ainda se retratou. “Eu peço desculpas a ele. Tentei manter o motor em atividade e não vi os carros que chegavam por causa do muro”, declarou. A prova foi vencida pelo inglês Lewis Hamilton (McLaren), seguido pelo alemão Timo Glock (Toyota) e pelo espanhol Fernando Alonso (Renault).

Com o acidente, Heidfeld teve sua sequência de 41 provas consecutivas interrompida. “Estou obviamente desapontado. Espero que seja um recorde que dure”, afirmou o piloto alemão, que havia abandonado pela última vez na temporada de 2007, em Indianápolis.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *