F1: Irredutível, FIA encerra reunião sem acordo com equipes

Quem acreditava que uma boa ‘pizza’ sairia do forno da reunião entre FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e as equipes que atacam o regulamento previsto para a Fórmula 1 em 2010, enganou-se. Segundo o presidente da entidade, Max Mosley, houve discussões ‘amigáveis’ entre as partes, porém nenhum acordo foi selado ao fim do encontro desta sexta-feira em Londres.

Ainda batendo de frente com as representantes da Fota (associação de times da F-1), Mosley garantiu que não pretende voltar atrás na questão do teto orçamentário de R$ 127 milhões – essa regra, que é opcional, deve facilitar a participação de novos integrantes na elite do automobilismo mundial, como a montadora inglesa Lola.

Ratificada a posição da FIA, as equipes decidiram iniciar nova reunião para discutir uma resposta à entidade, segundo informações da revista londrina Autosport.

Somente nesta semana Ferrari, Toyota, Renault e times da Red Bull anunciaram que deixarão a Fórmula 1 caso as regras para o ano que vem não sejam alteradas. McLaren, BMW e Williams também chegaram a criticar as normas, que segundo as reclamantes dividiram a categoria em duas.

Outro nome presente na reunião como mandatário da FOM (empresa detentora dos direitos da F-1), Bernie Ecclestone se mostrava bastante otimista na manhã desta sexta. Em declarações à BBC, o britânico disse que ‘tudo se resolveria’. “A chave para a Fórmula 1 é a Ferrari. Eles estão lá há 60 anos e são nossos parceiros e as pessoas que temos de levar em consideração”, havia dito o polêmico dirigente.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *