F1: Lewis Hamilton minimiza chances de vitória na Bélgica

Apesar da vitória e do segundo lugar nas últimas duas corridas (Hungria e Valência, respectivamente), Lewis Hamilton não espera que a McLaren seja tão rápida no GP da Bélgica. Mesmo com a melhora de rendimento da McLaren, o campeão do mundo está consciente que as características do circuito de Spa-Francorchamps tendem a impedir que ele mantenha as últimas performances.

“Não acho que seremos tão competitivos quanto nas últimas provas, porque em Spa é preciso muito downforce”, disse Hamilton em sua página oficial, neste segunda. “Acho que Brawn, Red Bull e até a Ferrari serão rápidos lá – é um circuito de alta velocidade e a Ferrari sempre foi muito bem lá, por isso espero que Kimi seja rápido. Também é boa para os Red Bulls porque eles têm ótima aerodinâmica.”

Porém, o piloto da McLaren disse que sua moral está elevada após a grande evolução apresentada pela equipe desde o início da temporada. “Antes das últimas mudanças no carro, nós estaríamos felizes em ficar entre os dez melhores. Agora estamos brigando por vitórias, e isso é muito encorajador”, disse Hamilton.

“Somos fortes novamente, mas não somos os mais rápidos. Ainda estamos dois ou três décimos atrás da Brawn. Espero que possamos fazer algumas mudanças no pacote aerodinâmico – Spa será um teste interessante”, continuou o inglês.

Erro na troca de pneus em Valência
Hamilton insistiu que não ficou chateado com o erro de comunicação no pit stop em Valência. O inglês perdeu tempo na segunda parada porque os mecânicos não estavam totalmente prontos para a troca de pneus, já que esperavam que Hamilton desse mais uma volta antes de entrar nos boxes. Para ele, Rubens Barrichello simplesmente foi melhor.

“Não estou frustrado. Foi a segunda vez no ano que terminei em segundo. Ganhamos e perdemos como um time, é simples assim. E algumas corridas, pode haver um problema comigo na pista, enquanto em outras pode haver um problema com o carro ou com o pit stop”, disse Hamilton.

“O fato é que fomos muito rápidos. A luta com Rubens seria muito difícil, de qualquer maneira. Acontece que ele teve a velocidade para vencer. Nosso carro não consegue acompanhar. Ainda”, finalizou o campeão mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *