F1: Lewis Hamilton vence GP da Malásia

O britânico Lewis Hamilton (Mercedes) venceu neste domingo (30/03), o GP da Malásia, no circuito de Kulala Lumpur, em Sepang, segunda etapa da temporada. Foi a 23ª vitória de Hamilton na categoria. O alemão Nico Rosberg completou a dobradinha da Mercedes. O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) fechou o pódio.

Pole-position,  Hamilton venceu de ponta a ponta. Apenas durante o primeiro pit stop, quando voltou para a pista atrás de Nico Hulkenberg (Force India), que ainda não havia parado, e na mesma volta superou o alemão, o britânico não esteve em primeiro.

Foi a primeira vez na carreira, que Hamilton fez a pole, a melhor volta e venceu de ponta a ponta. Foi a segunda vitória consecutiva da Mercedes.

Rosberg pulou para segundo na largada, e também não foi ameaçado no restante da prova. Vettel chegou a cair para quarto na largada, atrás do parceiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo, mas na 4 ª volta, logo que o uso do DRS (A Asa Traseira Móvel) foi liberado, ele passou Ricciardo.

O espanhol Fernando Alonso (Ferrari) superou Hulkenberg, pelo quarto lugar, na 53ª volta. Com duas paradas nos boxes (ao contrario da maioria que parou três vezes), Hulkenberg terminou em quinto, seguido pelo britânico Jenson Button (McLaren).

O brasileiro Felipe Massa (Williams) foi o sétimo, com seu parceiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas, colado em sua traseira. Pelo rádio, a equipe pediu para o brasileiro deixar o parceiro de equipe passar.

Em entrevista logo após a prova, Massa disse que fez a coisa certa, ao ignorar os pedidos da equipe. Bottas declarou que tinha 100% de certeza que podia superar Button, pelo sexto lugar.

O dinamarquês Kevin Magnussen (McLaren) e o russo Daniil Kvyat (Toro Rosso) completaram a zona de pontos.

O finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) teve o pneu traseiro direito furado logo na primeira volta, ao levar um toque de Magnussen (que depois foi punido com um stop and go). Com o pit stop forçado, Raikkonen caiu para a última posição. O finlandês não conseguiu retornar a zona de pontos, e terminou na 12ª posição.

O japonês Kamui Kobayashi (Caterham) chegou a figurar entre os dez primeiros durante as sessões de pit stops. Terminou em 13º.

O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull) teve problemas nos boxes, durante a sua segunda parada. Ele foi liberado antes da roda dianteira esquerda ser totalmente fixada. Com o carro parado no pit road, os mecânicos empurraram o Red Bull de volta. Depois, Ricciardo ainda teve que retornar aos pits, com a asa dianteira quebrada. E para finalizar, evou um stop and go, por saída insegura. Acabou abandonando.

Uma leve chuva chegou a atingir partes do circuito, a partir da 35ª volta, mas sem influenciar na prova.

Rosberg lidera o campeonato com 43 pontos, seguido por Hamilton com 25 e Alonso com 24. Button é o quarto com 23. Massa soma seis pontos, na 9ª posição.

A próxima etapa, o GP do Bahrein, em Sakhir, acontece no dia 06 de abril.

Final:

1 44 Lewis Hamilton Mercedes 56 voltas em 01:40:25.974    
2 6  Nico Rosberg Mercedes + 17.313    
3 1  Sebastian VettelRed Bull + 24.534    
4 14 Fernando Alonso Ferrari + 35.992    
5 27 Nico Hülkenberg Force India + 47.199    
6 22 Jenson Button McLaren + 1:23.691    
7 19 Felipe Massa Williams + 1:25.076    
8 77 Valtteri Bottas Williams + 1:25.537
9 20 Kevin Magnussen McLaren + 1 volta    
10 26 Daniil Kvyat Toro Rosso + 1 volta    
11 8  Romain Grosjean Lotus + 1 volta    
12 7  Kimi Raikkonen Ferrari + 1 volta    
13 10 Kamui Kobayashi Caterham + 1 volta    
14 9  Marcus Ericsson Caterham + 2 voltas    
15 4  Max Chilton Marussia + 2 voltas    
16 3  Daniel Ricciardo Red Bull + 7 voltas    
NC 21 Esteban Gutierrez Sauber 35 voltas    
NC 99 Adrian Sutil Sauber 32 voltas
NC 25 Jean-Eric Vergne Toro Rosso  16 voltas        
NC 17 Jules Bianchi Marussia 8 voltas       
NC 13 Pastor Maldonado Lotus 7 voltas       
NC 11 Sergio Pérez Índia Force India 0 volta        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *