F1: Mark Webber vence no Brasil. Jenson Button em 5º é o Campeão de 2009

O australiano Mark Webber, da Red Bull, venceu neste domingo (18/10), o GP do Brasil, em Interlagos, penúltima etapa da temporada. Foi a segunda vitória de Webber na carreira. Com o quinto lugar o inglês Jenson Button, da Brawn GP, conquistou o título da temporada 2009.

Ao contrário do sábado, a chuva não apareceu em Interlagos neste domingo. Pole-position, o brasileiro Rubens Barrichello, da Brawn GP, manteve a frente na largada, seguido por Webber. Na segunda curva o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, ultrapassou o alemão Adrian Sutil da Force, ganhando a terceira posição.  No fundo do pelotão o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren, rodou quase acertando o italiano Giancarlo Fisichella, da Ferrari.

Raikkonen foi para cima de Webber na terceira curva, com os dois se tocando. A Ferrari perdeu a asa dianteira, com o finlandês tendo que entrar nos boxes, para trocar a peça. Poucos segundos depois o italiano Jarno Trulli, da Toyota, tentou superar Sutil por fora, com o alemão fechando a porta, obrigando Trulli a colocar as rodas fora da pista na saída da curva.  O italiano rodou, acertando Sutil. O carro da Force India foi para a grama, atravessando a pista, acertando o espanhol Fernando Alonso, da Renault. Os três abandonaram a prova, com o Safety-Car sendo acionado. Fora dos carros Trulli quase partiu para briga com Sutil, com os dois discutindo por um longo tempo.

Kovalainen e Raikkonen foram para os pits, com o finlandês da McLaren (que pode perder a vaga para Raikkonen em 2010), saindo dos boxes antes do tempo, com a mangueira do reabastecimento presa ao carro. O combustível se espalhou, caindo na Ferrari de Raikkonen, que vinha logo atrás, e acabou pegando fogo por alguns instantes. 

A prova recomeçou na 5ª volta, com Barrichello em primeiro, e Webber na 2ª posição. O polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, ultrapassou o alemão Nico Rosberg, da Williams, pela terceira posição.

Largando do 14º lugar do grid, Button aproveitou as confusões para ganhar posições. Na 6ª volta ele passou o japonês Kazuki Nakajima, da Williams, assumindo o 7º lugar.

Com doze voltas completadas Barrichello tinha 1s8 de vantagem sobre Webber. Kubica era o 3º, seguido por Rosberg, o suíço Sébastien Buemi, da Toro Rosso, o estreante japonês Kamui Kobayashi, da Toyota, Button e Nakajima.

Com uma sequencia de voltas rápidas Barrichello aumentou a sua vantagem para 2s7 na 20ª volta. Duas depois ele entrou nos boxes, voltando em 8º, sendo ultrapassado pelo alemão Sebastian Vettel, da Toro Rosso, pouco depois. Uma volta após deixar os boxes o alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, parou na pista, abandonando.

Na 26ª volta finalmente Button conseguiu ultrapassar Kobayashi, após uma longa batalha. Webber entrou nos boxes na 27ª volta, sem perder a ponta no retorno a pista. Com problemas na caixa de marchas Rosberg recolheu seu carro para a garagem.

Em segundo lugar, Button entrou nos boxes na 30ª volta, retornando em 10º. Na 31ª volta Nakajima tentou superar Kobayhashi, após os dois saírem dos boxes, tocando na roda traseira esquerda do estreante. Nakajima perdeu o controle do carro, acertando a barreira de pneus do lado interno da curva do Lago, atravessando a pista, em alta velocidade, indo bater do outro lado da curva.  O japonês saiu tranquilamente do carro.

Na 34ª volta Button superou Buemi pela 7ª posição.  Vettel foi o penúltimo a entrar nos boxes, na 38ª volta, voltando em 7º, a frente de Button. Fisichella, lá atrás, foi o último a fazer a parada.

Webber liderava com 7s5 de vantagem sobre Kubica. Barrichello era o 3º, seguido de perto pelo inglês Lewis Hamilton da McLaren. Depois vinham Raikkonen, Vettel, Button e Buemi.

A segunda sessão de pit stops começou, com Hamilton entrando na 43ª volta, dando certo alivio a Barrichello, que não tinha o mesmo rendimento do começo da prova. Quatro voltas depois Kubica entrou nos boxes, com Barrichello passando para a segunda posição, até parar na 51ª volta. O brasileiro voltou em 6º.

Webber parou na 52ª, e como da primeira vez, sem perder a liderança. Button fez a sua última parada na 56ª volta, retornando em 8º. Vettel entrou na seguinte, voltando a frente de Button.

Faltando onze voltas para o final da prova Webber tinha 5 segundos de frente sobre Kubica e 18 segundos para Barrichello, que era pressionado por Hamilton. Vettel era o 4º, com Button na 5ª posição, o suficiente para lhe garantir o título, mesmo com o terceiro lugar de Barrichello.

Na 63ª volta Hamilton ultrapassou Barrichello na primeira curva. Com o pneu traseiro esquerdo furado Barrichello teve que entrar nos boxes, para uma terceira parada e inesperada parada, perdendo quatro posições.

Webber venceu com 7s626 sobre Kubica, recebendo a bandeirada do brasileiro Felipe Massa. Hamilton completou o pódio. Vettel foi o 4º, com Button em 5º, o suficiente para garantir o título da temporada. Raikkonen terminou em 6º, seguido por Buemi e Barrichello.

Campeão com uma prova de antecedência, Button soma 89 pontos. A disputa agora é pelo vice, entre Vettel, que superou Barrichello e tem dois pontos a mais, 74 a 72.

Entre os construtores a Brawn GP também garantiu a taça da temporada.

A última prova acontece no dia 1º no novembro, em Abu Dhabi. 

Final:

1: Mark Webber (AUS/Red Bull) – 71 voltas em 1h32min23s081
2: Robert Kubica (POL/BMW) – a 7s626
3: Lewis Hamilton (ING/McLaren) – a 18s944
4: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – a 19s652
5: Jenson Button (ING/Brawn GP) – a 29s005
6: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – a 33s340
7: Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) – a 35s991
8: Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) – a 45s454
9: Kamui Kobayashi (JAP/Toyota) – 1min03s324
10: Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari) – 1min10s665
11: Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India) – 1min11s388
12: Romain Grosjean (FRA/Renault) – a 1 volta
13: Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) – a 1 volta *
14: Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) – a 1 volta
* Punido com o acréscimo de 25 segundos no tempo final
Não completaram:

Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – volta 31
Nico Rosberg (ALE/Williams) – volta 28
Nick Heidfeld (ALE/BMW) – volta 22
Adrian Sutil (ALE/Force India) – volta 1
Jarno Trulli (ITA/Toyota) – volta 1
Fernando Alonso (ESP/Renault) – volta 1

Volta mais rápida: Webber, 1m13s733 na 25ª volta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *