F1: Max Mosley tem pedido processual negado

Ex-presidente da FIA deu entrada em um processo contra os jornais que expuseram sua vida sexual

A Corte de Direitos Humanos da Europa negou o pedido processual que Max Mosley, ex-presidente da FIA, move contra a União do Reino Unido.

O ex-dirigente perdeu a ação contra os jornais que publicaram fatos de sua vida pessoal sem sua prévia autorização.

– O Tribunal determinou que o artigo 8 não requer obrigatoriedade de uma notificação prévia. Por consequência, o Tribunal decidiu que não há violação no artigo 8 da convenção na ausência de tal requisito na legislação nacional – explicou em nota o Tribunal de Estrasburgo.

Max Mosley ainda poderá recorrer da decisão.

Fonte: LANCEPRESS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *