F1: Michael Schumacher nega crise na Ferrari

O piloto alemão Michael Schumacher negou que possam ser estabelecidas comparações entre o novo carro e a crise da Ferrari no ano passado com o F2005, apesar dos maus resultados que obteve nos dois últimos Grandes Prêmios, segundo informações publicadas hoje no site do piloto.

No domingo, na 34ª volta da corrida e quando ocupava a sexta posição, Schumacher sofreu um acidente no GP da Austrália. Após a corrida, o piloto admitiu: “Foi um erro meu, simplesmente”, acrescentando que o F248 não tinha sido rápido o bastante para lutar pela vitória em Melbourne.

“A situação atual é completamente diferente. Nesta temporada somos muito mais competitivos e temos um carro melhor do que parece neste momento. Quando conseguirmos que os pneus trabalhem bem, teremos o ritmo necessário”, disse o piloto.

A equipe italiana introduzirá em três semanas, no circuito de Ímola, importantes melhorias no chassi e no motor do F248.

No entanto, a pressão da incisiva e apaixonada imprensa italiana é evidente. “O que aconteceu com o velho Schumacher?”, perguntava o jornal “Corriere Della Sera”, enquanto o “Tuttosport” falava de uma nova crise: “Um dia terrível para Maranello”. “Não quero buscar desculpas”, foram as palavras de Schumacher se referindo ao acidente na Austrália.

Fonte: EFE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *