F1: Mosley confirma imunidade a Nelsinho Piquet

O presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), o britânico Max Mosley, afirmou nesta sexta-feira em Monza (Itália) que o ato de alterar o resultado de uma corrida é o pior tipo de trapaça, em alusão ao acidente de Nelsinho Piquet no Grande Prêmio de Cingapura de 2008, que teria acontecido a mando da Renault. Mas Mosley garantiu imunidade ao brasileiro, ou seja, uma delação premiada.

– Em uma prova de ciclismo um atleta se dopa, isso é trapacear, mas se causa um acidente no meio do pelotão para trocar o líder, é muito pior. Se for posta em risco a vida de alguém, então é ainda mais grave. Se o que Nelsinho disse for verdadeiro, então não será tomada nenhuma providência contra ele. É a mesma situação que houve com Alonso no caso de espionagem feita pela McLaren contra a Ferrari em 2007 – falou o dirigente.

Por último, o dirigente não afastou a possibilidade de que a Renault seja excluída da Fórmula 1 caso a equipe seja considerada culpada em julgamento. Por outro lado, disse que é tarde demais para mudar o resultado do GP ganho por Fernando Alonso, e o do campeonato mundial do ano passado.

Fonte: LANCEPRESS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *