F1: Renault vai abrir processo contra Nelsinho e seu pai por chantagem

Em dossiê enviado à FIA, Nelsinho Piquet admitiu que aceitou a recomendação da equipe de bater deliberadamente a fim de favorecer a vitória do espanhol Fernando Alonso. O piloto fez as denúncias no dia 30 de julho, dias antes de confirmar sua saída da Renault.

“A equipe Renault e o seu gerente Flavio Briatore pessoalmente comunicam que abriram procedimento criminal contra Nelson Piquet Jr. e Nelson Piquet Sr. na França”, informou a equipe em declaração nesta sexta.

Nelsinho Piquet respondeu em comunicado oficial no seu site e declarou que está seguro sobre suas declarações: “Confirmo que cooperei plena e honestamente com a entidade reguladora do esporte. Estou dizendo a verdade e por isso não tenho nada a temer. Embora esteja ciente do poder e da influência daqueles que estão sendo investigados, não serei novamente intimidado a tomar uma decisão da qual venha a me arrepender”.

“Tenho toda a confiança na investigação da FIA e do Conselho Mundial de Automobilismo e não farei qualquer comentário adicional até a conclusão da audiência de 21 de setembro”, completou Nelsinho.

De acordo com o comunicado da Renault, os motivos da ação criminal são “as alegações falsas e a tentativa de chantagear a equipe para que Piquet Jr. pudesse continuar na temporada de 2009”. A escuderia ainda informou que “o caso também vai ser encaminhado à polícia britânica”.

Embora a equipe tenha dito que não iria se pronunciar sobre o assunto antes da audiência com a FIA marcada para o dia 21, Briatore já havia declarado que as acusações da família Piquet são “mentiras ultrajantes”, e chegou a ameaçar entrar com processo, o que se materializou agora.

O presidente da FIA, Max Mosley, se pronunciou sobre o assunto no circuito de Monza, e confirmou que, caso a Renault seja considerada culpada, poderá ser excluída do campeonato. O dirigente disse ainda que Nelsinho Piquet tem imunidade por parte da entidade, já que as denúncias partiram dele.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *