F1: Mosley revela desprezo pelas atitudes de Ron Dennis

As farpas trocadas entre o presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Max Mosley, e o chefe da McLaren, Ron Dennis, continuam. Em entrevista publicada no jornal The Guardian, o dirigente da entidade máxima das categorias automotoras desmentiu os boatos de que desgosta do homem-forte da escuderia inglesa, mas admitiu que discorda de seus métodos de trabalho.

Os rumores de que haveria alguma rusga pessoal entre Mosley e Ron Dennis ganhou força após o julgamento sobre o ato de espionagem perpetrado pelo dirigente da McLaren ao final da temporada de 2008. “Não é verdade. Eu até gosto dele”, despistou o presidente da FIA.


Mesmo assim, Mosley deixou claro seu ponto de vista sobre o estilo de Dennis comandar a equipe inglesa. “Desprezo sua atitude diante da F-1, como quando ele diz que é apaixonado pela categoria. Isso não é verdade. Ele é apaixonado pela McLaren acabar em primeiro e segundo em todas as corridas. Só que isso não é igual a ser apaixonado pela F-1 e é tolice fingir que é”, disparou.


O presidente da FIA também permanece cético quanto a possibilidade de que Ron Dennis não sabia dos atos de espionagem realizados por engenheiros de sua equipe, que colheram informações da rival Ferrari. “É bastante improvável que ele não soubesse. Mesmo assim, sempre que falo converso com Dennis, ele afirma que nunca contou e não contaria uma mentira para nós”, concluiu Mosley.


Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *