F1: Motor de Felipe Massa estoura no final e Heikki Kovalainen vence GP da Hungria

O finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren, venceu neste domingo (03/08), o GP da Hungria, em Hungaroring, 11º etapa da temporada. Foi a primeira vitória de Kovalainen na categoria. O alemão Timo Glock, da Toyota, foi o 2º, fazendo sua estréia no pódio. O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, completou os três primeiros.

A prova foi totalmente dominada pelo brasileiro Felipe Massa até duas voltas para a bandeirada final, quando o motor de sua Ferrari estourou. Depois de uma grande largada, quando saiu da terceira posição para a liderança, ao superar as McLaren, do inglês Lewis Hamilton e Kovalainen, com direito a travada de pneus na primeira curva, Felipe não foi incomodado em nenhum momento da prova. Só perdeu a liderança em suas duas paradas nos boxes, na 18º e 44º volta. Até o motor Ferrari fazer a vitória tranqüila do brasileiro, virar fumaça.


Sem condições de fazer frente à superioridade da Ferrari, Hamilton se mantinha em 2º, até o pneu dianteiro esquerdo de seu carro furar na curva 2 da 40º volta. O inglês foi aos boxes, aproveitando para reabastecer enquanto colocava pneus novos, voltando na 12º posição. Fora da zona de pontos e com Massa em primeiro numa pista praticamente impossível de se ultrapassar, Lewis passou a ganhar posições com as paradas nos boxes dos adversários a sua frente, e na 55º volta já era o 6º colocado.


Faltando dez voltas para o final, Massa tinha mais de dez segundos de vantagem sobre Kovalainen, com Glock em 3º e Raikkonen na 4º posição, pressionando o alemão.


Era só, como dizem os dirigentes da Ferrari “trazer a criança de volta para casa”. Massa só não contava em ver o motor de seu carro estourar bem na reta dos boxes. O brasileiro encostou o carro e saiu, desolado e cabisbaixo, rumo aos boxes da equipe. Segundo informações da Rede Globo o piloto chorava, e com razão, quando chegou ao pit lane, certamente lamentando a grande prova perdida e sendo consolado pelos engenheiros.


Kovalainen herdou a vitória, com Glock em 2º e Raikkonen, o maior beneficiado na luta pelo campeonato, pela falta de sorte de Massa e Hamilton, na 3º posição. O espanhol Fernando Alonso, da Renault, foi o 4º, com Hamilton na 5º posição. Novamente fazendo uma ótima prova, Nelsinho Piquet, da Renault, terminou em 6º, com o italiano Jarno Trulli, da Toyota em 7º e o polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, que depois da vitória no Canadá somou apenas mais sete pontos, fechando a zona de pontuação.


A se destacar durante a prova a seqüência de carros pegando fogo nos boxes, durante o reabastecimento. Sébastien Bourdais, da Toro Rosso, na 32º volta e o brasileiro Rubens Barrichello, da Honda e o japonês Kazuki Nakajima, da Williams, na volta seguinte. Todos os pequenos incêndios foram logo apagados pelas equipes, que ficaram olhando, com desconfiança, para as mangueiras de combustível. Barichello concluiu a prova na 16º posição.


Hamilton lidera o campeonato com 62 pontos, com Raikkonen agora na vice-liderança, somando 57. Massa, em 3º, manteve os 54, com Kubica na 4º posição, com 49.


A próxima etapa acontece no dia 24/08, o GP da Europa, no estreante circuito de rua de Valência.


Final:


1. Heikki Kovalainen FIN McLaren-Mercedes 70 voltas em 1h37m27.067
2. Timo Glock ALE Toyota a 11.061
3. Kimi Raikkonen FIN Ferrari a 16.856
4. Fernando Alonso ESP Renault a 21.614
5. Lewis Hamilton GBR McLaren-Mercedes a 23.048
6. Nelson Piquet BRA Renault a 32.298
7. Jarno Trulli ITA Toyota a 36.449
8. Robert Kubica POL BMW Sauber a 48.321
9. Mark Webber AUS Red Bull-Renault a 58.834
10. Nick Heidfeld ALE BMW Sauber a 1m07.709
11. David Coulthard GBR Red Bull-Renault a 1m10.407
12. Jenson Button GBR Honda a 1 volta
13. Kazuki Nakajima JAP Williams-Toyota a 1 volta
14. Nico Rosberg ALE Williams-Toyota a 1 volta 
15. Giancarlo Fisichella ITA Force India-Ferrari a 1 volta 
16. Rubens Barrichello BRA Honda a 2 voltas
17. Sebastien Bourdais FRA Toro Rosso-Ferrari a 3 voltas
18. Felipe Massa BRA Ferrari a 3 voltas, motor


Abandonos:
 
Adrian Sutil Germany Force India-Ferrari 62  
Sebastian Vettel Germany Toro Rosso-Ferrari 22  


Volta mais rápida:


Kimi Raikkonen Finland Ferrari 61 1:21.195

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *