F1: Motor prejudica classificação de Lucas na Turquia

Propulsor falhava nas retas. Virgin e Cosworth decidiram trocar a peça para a corrida deste domingo (30).

O treino de classificação não correu como o esperado para Lucas Di Grassi (Clear, Sorocred, Locaweb, Eurobike, Schioppa) neste sábado (29) em Istanbul. O piloto da Virgin Racing, que estréia os novos desenvolvimentos em seu carro, teve o desempenho limitado por um problema no motor Cosworth na sessão que definiu as posições para o grid de largada, na qual a pole position ficou, mais uma vez, com o australiano Mark Webber, da Red Bull.
Apesar do trabalho dos mecânicos entre os treinos livres de sexta-feira e a classificação, que melhorou o equilíbrio do carro em termos gerais, conferindo maior estabilidade ao VR-01, Lucas não pôde demonstrar o real potencial do novo pacote devido a falhas constantes do motor Cosworth e marcou 1:31.989 – segundo o brasileiro, longe do que poderia ter alcançado no Q1.
“Minha volta foi boa, em termos de balanço do carro, estava bom nas curvas. Mas sofremos com um problema de motor, que estava falhando nas retas e nas acelerações, e isso me fez perder muito tempo, mais de um segundo por volta. Isso havia acontecido também pela manhã (no último treino livre), a equipe tentou resolver, mas não conseguimos uma melhora para a classificação”, falou Di Grassi.
“Deve ter sido algum problema de ignição ou escapamento, porque o carro perdeu muita potência e falhava nas retas. Eu praticamente não engatava a sétima marcha, de tão fraco que o motor estava”, apontou.
A Virgin optou pela troca do motor para a corrida deste domingo (30). A opção, no entanto, não deverá comprometer a posição de Di Grassi no grid, já que a equipe opera dentro do limite do uso de oito propulsores por carro na temporada. “Foi a única saída que encontramos. Com isso a gente espera um desempenho adequado amanhã e que possamos ir mais à frente com o objetivo de terminar a corrida e ser a melhor entre as equipes estreantes”, disse.
O GP da Turquia, sétima etapa do Mundial de Fórmula 1, tem largada às nove horas (de Brasília) deste domingo (30), com transmissão ao vivo pela Rede Globo.
Confira o grid de largada:
1°. Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), 1min26s295
2°. Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes), 1min26s433 
3°. Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault), 1min26s760
4°. Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), 1min26s781
5°. Michael Schumacher (ALE/Mercedes), 1min26s857
6°. Nico Rosberg (ALE/Mercedes), 1min26s952
7°. Robert Kubica (POL/Renault), 1min27s039
8°. Felipe Massa (BRA/Ferrari), 1min27s082
9°. Vitaly Petrov (RUS/Renault), 1min27s430
10°. Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari), 1min28s122
11°. Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes), 1min27s525
12°. Fernando Alonso (ESP/Ferrari), 1min27s612
13°. Pedro de la Rosa (ESP/Sauber-Ferrari), 1min27s879
14°. Sebastian Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari), 1min28s273
15°. Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth), 1min28s392
16°. Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari), 1min28s540
17°. Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth), 1min28s841
18°. Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes), 1min28s958
19°. Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth), 1min30s237
20°. Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth), 1min30s519
21°. Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth), 1min30s744
22°. Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth), 1min31s266
23°. Lucas Di Grassi (BRA/Virgin-Cosworth), 1min31s989
24°. Karun Chandhok (IND/Hispania-Cosworth), 1min32s060

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *