F1: Nelsinho Piquet faz a mais bela ultrapassagem da prova em dia complicado para a equipe Renault

Duelo contra Lewis Hamilton foi ponto alto
do GP da Turquia para o piloto brasileiro.

O brasileiro Nelsinho Piquet viveu um dia de emoções opostas na disputa do GP da Turquia de Fórmula 1, no moderno circuito de Istanbul Park. Por um lado, Nelsinho mostrou competitividade em disputas por posição, como na bela ultrapassagem por fora sobre o inglês Lewis Hamilton, da McLaren, na 34ª volta. Por outro, o piloto brasileiro pagou o preço por ter largado na 17ª posição, após enfrentar problemas com os freios no treino de classificação, no sábado. “Minha sorte na corrida acabou sendo definida após os problemas nos freios na classificação, porque era difícil ter uma estratégia que funcionasse vindo tão de trás”, avaliou Nelsinho. “Tive alguns bons momentos na corrida, com disputas muito boas, mas o resultado não foi o que a gente queria, claro”, completou o piloto brasileiro, que chegou a andar em 11º, mas teve problemas no segundo pit stop e finalizou a prova na 16ª posição. A vitória no GP turco ficou com o inglês Jenson Button, da Brawn GP, que assinalou o seu sexto triunfo em sete provas na temporada 2009.

A tática adotada pela equipe ING Renault com Nelsinho Piquet foi a de largar com pneus de composto mais duro e fazer um primeiro trecho de prova bastante longo, tanto que o seu primeiro pit stop aconteceu apenas na 31ª volta. O segundo trecho, também com pneus duros, foi da 32ª à 47ª volta. A 11 voltas do final, Nelsinho entrou nos boxes para fazer o seu segundo e último pit stop. “Tive problemas nesta parada e acabei perdendo muito tempo”, lamentou o piloto brasileiro, que ficou mais de 40 segundos no box. O rendimento dos carros da ING Renault na Turquia também ficou aquém das expectativas da equipe. Nelsinho Piquet fez a 12ª melhor volta da prova, com 1min28s340. Seu companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso, que terminou em 10º lugar, assinalou a 13ª melhor volta da prova, com 1min28s389. “Apesar do dia difícil para a equipe hoje, eu tenho confiança de que podemos melhorar a tempo para Silverstone”, ressaltou Nelsinho Piquet.

Sem pontuar na Turquia, a equipe ING Renault concentra as suas forças agora para implementar mudanças no R29 a partir da próxima prova da temporada, o GP da Inglaterra, daqui a duas semanas. “Nossos dois pilotos fizeram o melhor que podiam em uma corrida difícil e com um carro que não é suficientemente competitivo. Nossa prioridade é continuar trabalhando com o máximo empenho para introduzir melhorias substanciais no carro a cada prova até o final da temporada”, resumiu o chefe-de-equipe Flávio Briatore. Remi Taffin, chefe do departamento de motores da equipe, fez coro com Briatore: “Foi uma corrida difícil e nossos pilotos deram o máximo, mas do jeito que as coisas caminharam no final de semana nós não poderíamos chegar aos pontos. Agora vamos para Silverstone determinados a conquistar resultados melhores. Nós continuamos extremamente motivados e trabalhando sem parar”, admitiu.

A Fórmula 1 agora parte para um dos mais tradicionais circuitos da temporada, Silverstone, onde no dia 21 de junho será disputado o GP da Inglaterra. A prova marcará a despedida do circuito do calendário da F1, já que o GP inglês de 2010 está programado para a pista de Donington Park.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *