F1: Nelsinho Piquet mostra evolução na Malásia

Piloto anda sempre próximo ao companheiro Fernando Alonso e sai na sétima fila na corrida de amanhã.

Nelsinho Piquet começou bem o fim de semana na Malásia, mostrando que os problemas vividos na Austrália, onde quase não teve tempo de conhecer o circuito, estão superados. O piloto teve bom desempenho nos treinos livres, andando sempre colado ao companheiro Fernando Alonso e terminando um deles à frente do espanhol. Na classificação, Nelsinho obteve o 13º melhor tempo e largará na sétima fila, ao lado do brasileiro Rubens Barrichello.


“Estou relativamente satisfeito com o meu resultado hoje. Progredi bastante no último treino livre e a classificação ocorreu sem muitos problemas. É claro que ainda tenho que melhorar, mas não estou longe do meu companheiro de equipe, que é um bicampeão mundial, e isso é muito bom”, afirma Nelsinho. “Não vejo a hora de correr amanhã. Meu objetivo é fazer melhor do que em Melbourne e chegar ao fim da prova. E se possível marcar pontos”, destaca.


Para o engenheiro-chefe de motores da ING Renault, Denis Chevrier, Nelsinho fez progressos desde sua estréia em Melbourne. “Nelson teve um fim de semana melhor estruturado, o que o fez sentir-se confortável com o carro e o circuito. Ele fez uma boa classificação e a diferença para Alonso é menos significativa do que antes, então foi um bom resultado para a equipe”, considera.


O diretor-executivo de engenharia da equipe, Pat Symonds, também elogiou o trabalho de Nelsinho. “Foi uma pena Nelson ter perdido a terceira parte da classificação por uma margem razoavelmente pequena, porque ele teve um excelente fim de semana até agora e foi constantemente competitivo. Acredito que ele deverá fazer uma forte prova amanhã”, aposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *