F1: Organização do GP dos EUA é processada por usar dinheiro público

Moradores da cidade de Austin, no Texas, entraram com um processo na justiça contra a organização do GP dos Estados Unidos, marcado para estrear em 2012. Os educadores Ewa Siwak e Richard Franklin e o contador Richard Viktorin acusam Susan Combs, da organização da prova, de mau uso do dinheiro público. Ela teria oferecido U$ 25 milhões em subsídios públicos, segundo o site Statesman.

A defesa de Combs alega que foi utilizado um programa de incentivo, que trouxe grandes eventos esportivos ao Texas, como o Superbowl, final do futebol americano. Ele permite que o repasse de impostos a patrocinadores privados com o objetivo de aumentar a arrecadação com os gastos do evento. O processo diz que requisitos não foram atendidos, como uma disputa entre empresas concorrentes e a liberação dos recursos em uma data fixa.

“Todas as regras e regulamentações do estado foram seguidas. A F-1 em Austin criou empregos e contribuiu para o desenvolvimento econômico. O escritório da organização seguiu a lei como se pode ver no seu estatuto e nas regras administrativas”, justificou a defesa da acusada.

A corrida está marcada para junho de 2012. O Circuito das Américas ainda não está pronto. Os promotores estão trabalhando com prazos apertados, segundo o site.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *