F1: Para fazer história, Vettel promete “atacar” dupla da Brawn

Se acreditava nas chances de título antes mesmo da realização do Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1, após o termino dele Sebastian Vettel estava ainda mais confiante. Também pudera: faturou a corrida de ponta a ponta e diminuiu em nove pontos a distância que o separa de Jenson Button.

“Isso ainda pode ser feito”, resumiu o alemão, quando perguntado na entrevista sobre suas possibilidades de levar o inédito troféu para casa. Na prática, porém, a situação do piloto é ainda difícil: tem 16 pontos a menos que Button e dois a menos que Rubens Barrichello, sendo que há apenas mais 20 em disputa até o fim da temporada.

Esse contexto, de qualquer forma, não desanima Vettel, que se ignorar as previsões virará o campeão mais jovem da história da Fórmula 1 – pode se consagrar aos 22 anos de idade, enquanto que o recordista Fernando Alonso tinha 24 quando triunfou em 2005. “Seria legal ter algumas corridas a mais pela frente, mas com duas estamos aqui para lutar e fazer o melhor possível, como hoje (domingo)”, emendou, em uma opinião ratificada pelo chefe da Red Bull, Christian Horner. “Agora é um sanduíche nosso. Temos de atacar dos dois lados”, comparou o dirigente, em referência também a Mark Webber, que mal pôde ajudar a escuderia em Suzuka após não ter participado do treino classificatório.

Dominante no Japão desde o qualifying de sábado, no qual liderou as três sessões disputadas, o alemão só sentiu ameaçado em um momento durante a etapa oriental: na largada, quando Lewis Hamilton utilizou o KERS (Sistema de Recuperação de Energia Cinética) para se aproximar e ultrapassar Jarno Trulli. “A primeira curva foi mais apertada do que o imaginado, mas eu estava do lado de dentro da pista, então tive uma vantagem”, explicou ele, que venceu com facilidade embora tenha enfrentado problemas em seu primeiro pit stop, no qual perdeu cerca de três segundos.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *