F1: Para Nelsinho, nome, nacionalidade e bebida ajudaram Scott Speed

Scott Speed está fazendo sua estréia na F1 em 2006 porque tem um nome legal, uma nacionalidade conveniente e uma certa bebida energética como patrocinadora, Isso é o que acha Nelsinho Piquet, piloto da GP2 Series.

Speed, de 23 anos, jovem promessa do automobilismo internacional, nascido na Califórnia, irá estrear na equipe “júnior” de sua patrocinadora Red Bull, a Scuderia Toro Rosso, neste ano.

Mas Nelsinho, com o mesmo nome do pai, o tricampeão mundial de Fórmula 1, Nelson Piquet, disse à Speed TV que “Speed conseguiu mais porque ele é americano, por seu último nome ser ‘Speed’ e pelo que ele já fez nas pistas”.

Já Nelson Piquet, o pai, disse recentemente que, independentemente de algum contrato com equipes da F1 e testes com Williams e BAR, Nelsinho deve pensar em vencer o título da GP2, “para cortejar o circo”.

“Eu estou completamente focado em ter um ano perfeito para merecer o meu caminho, para a Fórmula 1”, declarou o jovem piloto brasileiro, que estará mais uma vez disputando a GP2 em 2006.

“Sem ser pelo menos o segundo colocado no campeonato, isso será muito difícil”, concluiu Nelsinho Piquet.

Fonte: Amigos da Velocidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *