F1: Para Schumacher, vitória nos EUA não representará virada

O alemão Michael Schumacher acredita que a fácil vitória no GP dos Estados Unidos, no último fim de semana, não representará uma virada no Campeonato Mundial de Fórmula 1.

No circuito de Indianápolis, Schumacher conquistou sua terceira vitória na temporada, e a Ferrari obteve sua primeira dobradinha de 2006, com o brasileiro Felipe Massa chegando em segundo lugar.

Também de forma inédita no ano, os pilotos da Renault ficaram longe da luta pela vitória. O italiano Giancarlo Fisichella terminou em terceiro, duas posições à frente do espanhol Fernando Alonso.

Entretanto, o domínio da Ferrari não poderá ser visto nas próximas corridas, já que o traçado de Indianápolis favorece à escuderia italiana, assim como aos pneus Bridgestone em detrimento dos da Michelin.

E Schumacher sabe que o domínio nos Estados Unidos não dá a certeza de repetição nas demais provas. “Não acho que a vitória significaria uma vitória na temporada. Mas fizemos um bom trabalho durante o fim de semana, e a diferença para nossos adversários foi grande.”

Apesar de estar ciente das limitações de sua equipe, ele ainda confia em uma reviravolta na segunda metade da temporada. Atualmente, o alemão, heptacampeão mundial, tem 19 pontos de desvantagem para Alonso.

“Não estou totalmente certo se aquela prova refletirá em todas as próximas, mas acredito que demos um grande passo e estamos confiantes em nosso carro, e principalmente na Bridgestone, o que é a coisa mais importante.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *