F1: “Parem de provocar a Ferrari”, pede Toto Wolff


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Após a Fórmula 1 divulgar os primeiro esboços do regulamento técnico de motores para a temporada de 2021, a Ferrari alertou que estava descontente com a ação tomada pela organização e que poderia até abandonar a modalidade. Por isso, um dos sócios da Mercedes, Toto Wolff, avisou que o melhor que podem fazer é parar de provocar a construtora italiana.

“Eu não tenho medo, mas Sergio Marchionne deve ser levado a sério. Estou tranquilo, porque a Ferrari é a Fórmula 1 e a Fórmula 1 é a Ferrari. Mas, se eu fosse os novos promotores da Fórmula 1, o Liberty Media, eu não continuaria provocando Marchionne com sugestões inaceitáveis ou mudanças que não têm sentido”, ressaltou o dono da Mercedes.

Toto Wolff ainda afirmou que o ideal para todos era que a Fórmula 1 continuasse com a mesma estrutura mas melhorasse o necessário. “Trazer regras ou elementos que transformam a Fórmula 1 em um canal de compras barato. A Fórmula 1 deve permanecer com suas estruturas básicas. Temos de melhorá-las e encarar um novo ambiente de mídia. Mas precisamos de evolução, e não de uma revolução ingênua”.

Na temporada de 2017, Ferrari e Mercedes concorreram desde o início pelo título de construtores e tiveram a disputa entre Hamilton e Vettel, com a vitória do britânico, que garantiu o quarto título consecutivo de um piloto para a construtora alemã.

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *