F1: Pilotos poderão ser punidos por problemas de direção fora de competição

Os pilotos de Fórmula 1, acostumados com seus carros a 300km/h nas pistas de competição, terão de tomar mais cuidado no dia a dia, quando assumem os volantes em ruas e estradas regulares. O presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Jean Todt, afirmou que estuda punir quem se comportar mal.

O dirigente quer aplicar castigos caso pilotos percam suas carteiras de motorista ou tenham outros problemas de tráfego em suas vidas rotineiras.

“No último ano, 1,3 milhões de pessoas morreram em acidentes de trânsito, sendo 90% em países em desenvolvimento”, alertou o francês, ao Le Parisien. Para ele, os pilotos não podem se safar de punição caso cometam infrações graves, por serem um exemplo.

“Há uma incompatibilidade entre o status de um campeão e um possível violador das regras em uma estrada. Um piloto é um motorista, como os outros. Estamos vendo o que podemos fazer, e como”, explicou Todt.

Um caso que ficou famoso foi o de Lewis Hamilton no GP da Austrália deste ano. A McLaren enviou um pedido de desculpas pelo fato de o piloto ter feito “zerinhos” com seu carro do lado de fora do autódromo, após um dia de treinos livres. Ele chegou a ser repreendido pela polícia.

“As previsões para 2020 são terríveis. Eles estimam que dois milhões serão mortos caso não sejam tomadas medidas para evitar acidentes. Mas com um mínimo de diálogo isso poderia ser resolvido”, concluiu.

Fonte: UOL Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *