F1: Políticos britânicos pedem cancelamento do GP do Bahrein de Fórmula 1

Políticos enviaram carta ao jornal “The Times” pedindo que a FIA repense a realização da corrida no país árabe

A informação de que um cidadão inglês teve seus dedos decepados em um ataque em Karranah, cidade perto de Manama, reacendeu a polêmica que envolve a realização do GP do Bahrein. Nesta quinta-feira, um grupo de políticos britânicos encaminhou para a FIA, um pedido de cancelamento da prova marcada para 22 de abril.

– A contínua crise política no Bahrein é uma fonte de instabilidade na região do Golfo, e a falta de qualquer movimento rumo à reconciliação política preocupa aqueles que desejam ver o Bahrein caminhando para a direção de uma maior responsabilidade democrática – declararam membros da Câmara dos Lordes em carta aberta ao jornal “The Times”.

Os parlamentares também explicam que não é a hora de realizar uma prova da Fórmula 1 no país.

– Dada a atual situação calamitosa, com protestos diários nas ruas e mortes de mais civis, não acreditamos que seja o momento certo para a F1 voltar ao Bahrein – concluíram.

Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da F-1 questionou as existência de desrespeito aos direitos humanos no Bahrein.

– Muito se fala sobre esta parte do mundo, mas o Bahrein é onde há menos problemas nesta região – disse ao jornal austríaco “Salzburger Nachrichten”.

Fonte: LANCENET!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *