F1: Pressionado, Bourdais diz que carro não se encaixa a seu estilo

Quando perguntado sobre o brilho de Sebastian Vettel com a Toro Rosso durante a temporada 2008 da Fórmula 1, Sebastien Bourdais dizia que, entre outras coisas, o carro se encaixava mais ao estilo de pilotagem do alemão. Agora que já se vê pressionado por outro companheiro de equipe, Sebastien Buemi, o tetracampeão da Indy utiliza uma argumentação parecida.

Batido com extrema tranquilidade por Vettel durante o ano passado (35 pontos a quatro no total), Bourdais só conseguiu garantir um novo contrato com a Toro Rosso em feveiro, quando venceu disputa com Takuma Sato. O desempenho do francês nas pistas, porém, continua instável, sendo que ele foi superado pelo novato Buemi em duas das três corridas já realizadas.

Segundo o piloto que fez história no automobilismo dos Estados Unidos disse à revista britânica Autosport, o problema está na falta de aderência na parte traseira do STR4. “Se você olhasse somente ao papel neste ano deveria ser até pior, porque os pneus estão muito mais duros. E está mesmo, porque você tem 20% mais de aderência na frente. Isso é exatamente o oposto do que preciso. A princípio o carro está até seguro, mas os pneus traseiros não são grandes o suficiente. É um pouco difícil e essa é minha fraqueza, não posso esconder isso”.

De qualquer forma, Bourdais assegura que pode melhorar durante o ano, mesmo porque se animou após ver Buemi chegando à última parte do treino classificatório na China. “Isso não quer dizer que não posso ser rápido com esses veículos, preciso um pouco de tempo para operá-los corretamente. Nosso potencial cresceu significantemente. Você pode ver onde está a Red Bull (parceira dos italianos), e nós fazendo o Q3… tudo isso é um grande passo”.

Pressionado, o francês já viu uma possível substituição de seu nome pelo de Bruno Senna ser especulada na imprensa durante as últimas semanas. Porém, prefere não se preocupar muito. “Sempre há um pouco de pressão, especialmente no qualifying. Mas um dia um cara terá um bom fim de corrida, e no dia seguinte será o outro. Tenho um grande relacionamento com Buemi e estou feliz por ele. O que posso fazer? Você tem de seguir fazendo o que sabe e tentar tirar o melhor do carro”.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *