F1: Problema na suspensão causa abandono a uma volta do fim

Com carro desequilibrado e quebra no final, Di Grassi destaca aprendizado e se concentra na próxima prova, o GP de Cingapura

Um fim de semana que se desenhava muito bem para Lucas Di Grassi (Clear, Sorocred, Locaweb, Eurobike, Schioppa) pelo bom rendimento do carro da Virgin nos treinos livres e classificatório não terminou da maneira que o brasileiro esperava. No Grande Prêmio disputado na pista mais veloz do calendário, o piloto de 26 anos usou a 1h16min de corrida como um aprendizado. A prova, disputada no circuito de Monza na manhã deste domingo (12) teve a vitória do espanhol Fernando Alonso, da Ferrari.

“O domingo deu um pouco errado. Tivemos uma corrida cheia de problemas. A largada não foi boa e perdi algumas posições. Além disso, perdemos tempo também no pit stop, e no finalzinho da corrida houve uma falha mecânica, a uma volta da bandeirada”, enumerou Lucas, que teve suas palavras reforçadas pelo chefe de engenharia da equipe, Mark Herd: “Lucas lutou com problemas de equilíbrio em seu primeiro jogo de pneus e então sofreu com um defeito na suspensão logo no fim da corrida”, disse.

O GP da Itália foi a última corrida em território europeu da temporada, e Di Grassi já direciona seus pensamentos para a próxima prova, o Grande Prêmio de Cingapura, 15ª etapa do Mundial, no dia 26 de setembro. “Aprendemos o que tínhamos de aprender aqui na Itália”, afirmou o brasileiro. “E agora partimos para Cingapura, onde teremos algumas atualizações que deverão nos colocar à frente das Lotus”, espera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *