F1: Red Bull acusa McLaren de usar Button como um “cordeiro sacrificado”

O chefe da Red Bull, Christian Horner, acusou a McLaren de prejudicar a corrida do inglês Jenson Button a favor do compatriota Lewis Hamilton no GP do Japão. O atual campeão do mundo classificou-se com pneus duros e, portanto, foi um dos últimos a parar ficando mais tempo na pista. De acordo com o dirigente, a estratégia era aproveitar este tempo extra para atrapalhar os pilotos da equipe austríaca.

“Hamilton teve um problema e eles abortaram a estratégia para Jenson. Parecia um pouco que ele era um cordeiro sacrificado. Não sei, pareceu estranho”, comentou em entrevista ao jornal inglês Daily Telegraph.

O chefe dos ingleses, Martin Whitmarsh, defendeu-se das acusações, embora tenha admitido que a possibilidade existia. Quando perguntado se sua equipe poderia ter feito isso, respondeu. “Sim, se o tivéssemos deixado na pista um pouco mais. Não é assim é que nós jogamos. Talvez outros façam isso, mas não é assim que disputamos uma corrida”, desconversou.

No fim do GP do Japão, Hamilton perdeu a terceira marcha de seu carro e a quarta posição para Button.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *