F1: Red Bull e Toro Rosso também vetam teste de Schumacher

A Red Bull decidiu seguir a decisão da Williams e também vetou a possibilidade de Michael Schumacher testar o F60 antes do GP da Europa. O alemão irá substituir o brasileiro Felipe Massa, que se recupera de um acidente, na prova programada para as ruas de Valência em 23 de agosto.

O argumento é o mesmo do time inglês: o espanhol Jaime Alguersuari, que substituiu Sébastien Bourdais na Toro Rosso, não teve a chance de testar o carro, mesmo sendo um novato na categoria. De acordo com o regulamento de 2009, só são permitidos treinos fora das etapas com autorização de todos os times.

“Quando pedimos permissão para Alguersuari treinar antes do GP da Hungria, tivemos o pedido negado. Então, por que deveríamos abrir uma exceção para um heptacampeão mundial depois disso?”, questionou o chefe dos times, Dietrich Mateschitz, à Autosport. Na sequência, ele ressaltou que o espanhol fez um excelente trabalho em sua estreia.

Coordenador de automobilismo da Red Bull, Helmut Marko também se posicionou contra a ideia da Ferrari, em declarações dadas ao jornal Salzburger Nachrichten. “Schumacher tem experiência suficiente para ficar rapidamente competitivo em um novo carro. Dar um teste extra a ele não é o espírito do regulamento”, analisou.

Schumacher não guia um Fórmula 1 desde abril do ano passado, quando fez um teste na pista de Barcelona.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *