F1: Red Bull nega intenção de realizar teste secreto para irritar a FIA

A punição aplicada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) à Mercedes foi considerada branda por equipes como Ferrari e Red Bull. Apesar disso, a escuderia taurina garante que não irá repetir a rival e quebrar as regras da F-1 como forma de contra-ataque à entidade.

Segundo o jornal britânico The Times,
os atuais tricampeões pretendiam irritar a FIA, boicotando o teste com
jovens pilotos programados para o início de julho e realizando atividade
privada em seu lugar. O ato seria resposta à Federação, que impediu a
Mercedes de participar dos testes com novatos como retaliação pelo
polêmico caso com a Pirelli.

A Red Bull, no entanto, negou o
boato. “É claro que não quebraríamos as regras”, garante o consultor
Helmut Marko ao jornal alemão Sport Bild. Entretanto, ele
ressalta a insatisfação com a punição recebida pela Mercedes, comparando
os testes secretos com as atividades com novatos do próximo mês.

“Você
realmente não pode tentar nada no teste de jovens pilotos. Os pilotos
no volante estão apenas aprendendo sobre a F-1, enquanto a Mercedes teve
três dias com seus pilotos regulares”, conclui. A preocupação da Red
Bull com uma punição pesada para a rival alemã era tão evidente que a
equipe enviou o seu chefe, Christian Horner, ao julgamento realizado no
Tribunal Internacional da FIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *