F1: Red Bull questiona segurança de sistema da McLaren, mas planeja usar

O polêmico sistema de dutos liberado pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e implantado por algumas das escuderias está causando preocupação no diretor técnico da Red Bull, Adrian Newey. Para ele, o inovador projeto não tem a segurança necessária para ser usada pelos pilotos.

O sistema, implantado primeiro pela McLaren, é apontado por Newey como perigoso por alterar drasticamente a aderência do carro ao solo. 
“O F-Duct da McLaren (como foi batizado) é inteligente e abre novas possibilidades. No entanto, estou preocupado quanto aos riscos. O sistema funciona por uma passagem de ar na asa dianteira para que o carro se livre da carga. Mas para se forçar um piloto a fazer um movimento brusco para que altere as condições de peso, precisa ser feito com segurança.”
O dispositivo na realidade é uma abertura na parte da frente do carro que permite a entrada de ar. O sistema abre e fecha de acordo com a situação e joga o ar para trás. Assim, o carro encontra menos resistência para desenvolver sua velocidade.
Apesar da preocupação, Newey revelou que a sua escuderia trabalha para implementar o mesmo projeto em seus carros, porque o ganho de velocidade seria vantajoso. No entanto, ainda não se sabe quando a inovação estará disponível em seu modelo de monoposto, o RB6.
Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *