F1: Renault polemiza e garante que FIA já barrou difusor

A temporada 2009 da Fórmula 1 chega à China para a disputa da terceira corrida do ano no próximo fim de semana, porém as principais atenções da categoria atualmente estão voltadas para Paris. Na chegada à Corte de Apelações da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) as equipes que protestam contra o trio dos difusores mostraram muito otimismo, em especial a Renault, cujo advogado garantiu que a decisão do tribunal lhe será favorável.

Nesta terça-feira, a FIA ouvirá representantes de Ferrari, Renault, BMW e Red Bull, além daqueles de Brawn GP, Toyota e Williams, que tentam se defender da acusação de que seus revolucionários difusores estão dentro das regras. A decisão nos tribunais, que deve ser vital para o futuro do Mundial, só sairá nesta quarta.

Na manhã de terça em Paris, chamou a atenção a confiança mostrada pelas protestantes, com destaque para o advogado da Renault, Andrew Ford, que assegurpu que os franceses ainda não desenvolveram o acessório porque sabem que ele não será aprovado. “Não é verdade que a Renault perdeu o barco, como a Brawn assinalou. É que a FIA já disse que o difusor é ilegal. Por isso que foi abandonado por nós”, explicou.

Também falando sobre o assunto à agência AP, o representante legal da Ferrari, Nigel Tozzi, tomou um caminho parecido: “Todo mundo com domínio do inglês dirá que existe um buraco (no novo regulamento técnico), então não deixem que alguém esperto com as palavras derrube o verdadeiro propósito das regras. A apelação não é porque perdemos uma oportunidade, mas porque Brawn, Toyota e Williams não agiram dentro das regulamentações”.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *