F1: Renault se diz pronta para ampliar fornecimento de motores

A Renault está pronta para ampliar seu fornecimento de motores na próxima temporada. A palavra é de Remi Taffin, diretor do programa de propulsores da montadora francesa. Em 2010, além da própria equipe, a empresa supre a Red Bull do australiano Mark Webber e do alemão Sebastian Vettel, líderes do Mundial.

“Nós não sabemos de quais equipes seremos fornecedores no próximo ano. Nós com certeza temos capacidade para suprir mais dos que as duas equipes que estamos suprindo neste ano. Não seria problema para nós”, declarou Taffin em entrevista ao site Autosport.

Atualmente, a Williams, do brasileiro Rubens Barrichello, e a Lotus usam motores Cosworth. No entanto, as duas equipes poderiam usar os propulsores da Renault em 2011. Taffin não comentou o assunto, mas reiterou que a montadora tem condições de ampliar o fornecimento.

“Obviamente, nós teríamos que produzir alguns motores a mais e contratar mais pessoal para o trabalho. Uma vez que você tem um motor pronto e supre duas equipes, não é um grande problema fazer isso para três ou quatro equipes com um esforço extra”, declarou.

O motor Renault foi apontado como um dos mais fracos da Fórmula 1 na última temporada. Com as mudanças para 2010, no entanto, o polonês Robert Kubica contabiliza dois pódios, os pilotos da Red Bull acumulam três vitórias e monopolizam as pole positions após sete etapas.

“Nós podemos não ter o melhor nível em termos de potência, mas você tem que analisar no geral. Como você acerta o motor no carro, como você pode desenvolver o motor no carro ou o carro em torno do motor. No geral, talvez não estejamos tão ruim como as pessoas dizem. Eu estou muito satisfeito com esse motor”, encerrou Taffin.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *