F1: Richards admite deixar Prodrive fora da categoria, diz revista

O proprietário da Prodrive, David Richards, já admite deixar sua equipe de fora da Fórmula 1 mesmo em 2009, quando prometeu estrear. De acordo com a revista Autocar, o dirigente viu suas chances minguarem ainda mais por conta do novo acordo comercial da Fórmula 1, que deverá assinado ao final da temporada de 2008.

A escuderia seria vítima do fim do Pacto de Concórdia, que termina neste ano. Segundo a publicação, o novo acordo não permitiria aos times negociar chassis entre si, como já acontece com Red Bull, Toro Rosso, Honda e Super Aguri, por exemplo. Assim, a Prodrive teria que se responsabilizar pela concepção de seus próprios carros.


David Richards tinha sua vaga garantida para 2008, depois de vencer licitação contra concorrentes como Jordan, Carlin e Direxiv. No entanto, Richards adiou a construção da estrutura da sua equipe, apostando na possibilidade de correr como um time-satélite da McLaren. Acabou não dando certo, já que a categoria cedeu ao lobby de escuderias como a Williams e vetou a negociação da Prodrive.


Segundo Richards, presente a uma exposição na Inglaterra, a nova cláusula tornará inviável para equipes menores a entrada na categoria. “Para um time pequeno como a Prodrive, competir seria impraticável”, alegou.


Fonte: Gazeta Esporitva.Net


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *