F1: Ron Dennis revela que não está falando com Alonso

O chefe da equipe McLaren, Ron Dennis, e o piloto espanhol da equipe Fernando Alonso estão sem se falar desde o Grande Prêmio da Hungria do mês passado, revelou nesta quarta-feira a transcrição da audiência do caso de espionagem na Fórmula 1.

 


A transcrição do julgamento da última quinta-feira, quando a McLaren foi multada em 100 milhões de dólares e perdeu todos os seus pontos no Mundial de Construtores, mostrou o tamanho da rixa entre Dennis e o bicampeão Alonso, considerado pelo dirigente como “notadamente recluso”.


“Primeiramente, o meu relacionamento com Fernando é extremamente frio”, disse ele ao advogado da Ferrari após ser perguntado sobre uma discussão entre Dennis e Alonso antes da corrida em Budapeste, em 5 de agosto.


“Na cabeça de Fernando, existe o pensamento firme de que nossa política, apesar de cada piloto receber tratamento igual, não reflete apropriadamente seu status de campeão mundial”, acrescentou.


“Ele baseia essa afirmação em sua experiência e conhecimento, e pelo que ele tinha na ex-equipe. Ele acha que deveria ter vantagens”, acrescentou.


Alonso, que trocou a Renault pela McLaren após ter conquistado dois títulos mundiais na escuderia francesa, está dois pontos atrás do estreante companheiro de equipe Lewis Hamilton, que lidera o Mundial. Faltam três corridas para o fim da temporada.


A revelação de Dennis aumentará as especulações a respeito da saída de Alonso da McLaren após esta temporada, provavelmente retornando para a Renault.


A transcrição de 115 páginas, aprovada tanto por McLaren quando por Ferrari, foi publicada no site oficial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).


Por Alan Baldwin (Reuters)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *