F1: Rubinho escapa de punição por atrapalhar De la Rosa

Rubens Barrichello consquistou o terceiro lugar no grid de largada do GP da China, mesmo após claramente ter bloqueado a McLaren de Pedro de la Rosa durante o treino classificatório.

A Federação Internacional de Automobilismo disse que nenhuma decisão pode ser tomada antes de ouvir os dois pilotos no circuito de Xangai.


“Os primeiros indícios mostram que ocorreu uma falha no sistema. As luzes azuis da saída do pitstop não estavam acesas para indicar a presença de carro na pista. Nem haviam bandeiras azuis tremulando no momento”, disse o dirigente.


De la Rosa, que classificou-se em sétimo, disse que ele foi atrapalhado por Barrichello no final da sessão.


“Eu tive de desacelerar para evitar a colisão”, disse De la Rosa.


Os comissários mudaram a maneira de decidir sobre as acusações a respeito de bloqueios depois que o campeão mundial, Fernando Alonso, recebeu uma controvertida penalização neste mês durante o GP da Itália.


A FIA afirmou que somente os pilotos que atrapalharem deliberadamente seus adversários serão punidos.


Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *