F1: Situação está sob controle, diz Schumacher

Michael Schumacher acredita que suas esperanças de conquistar seu oitavo título mundial podem sobreviver ao GP da China, mesmo com ele largando apenas na sexta posição.

O piloto da Ferrari precisou fazer o seu melhor para conseguir um espaço entre ficar entre os dez primeiros colocados na última sessão do treino de classificação, enquanto seu rival Fernando Alonso ficou com a pole e pareceu estar em boa forma para ampliar sua vantagem de dois pontos na briga pelo título.


“Pelo menos o estrago não foi tão grande, ainda temos esperança”, disse o alemão de 37 anos, que se aposentará no final da temporada. “Se as condições do tempo permanecerem assim, não me parece muito encorajador. Mas, se ficar mais seco, então nós veremos”.


“Obviamente é muito difícil falar a respeito de uma vitória, mas é uma corrida muito longa. Mesmo que tenhamos de deixar alguns pontos aqui, nós ainda temos duas corridas para acontecer. É difícil, é importante, mas talvez ainda não seja decisivo”.


Schumacher fez os melhores tempos na sessão livre de treino, no sábado, mas quando a chuva caiu, os problemas com os pneus que ele teve em condições similares no GP da Hungria, em agosto, retornaram.


“Nessas condições, nós simplesmente não somos competitivos”, disse o heptacampeão mundial, que terminou em oitavo no circuito de Hungaroring.


“Nós vimos algo similar na Hungria, nós tentamos alguns pneus novos, mas não funcionou. Agora temos de lidar com isso”.


“Mas eu sou o sexto e não o 20o. Definitivamente vou me colocar o mais próximo dos primeiros quanto possível, embora, realisticamente, se tivermos essas condições como hoje, será muito difícil e provavelmente não haverá nenhuma batalha com Alonso”.


O companheiro de equipe de Schumacher, o brasileiro Felipe Massa, entretanto, terminou em 13o lugar no treino classificatório e foi punido com a perda de dez posições no grid por ter trocado o motor de seu carro na sexta-feira.


“Definitivamente não foi um bom dia”, disse o brasileiro, que larga atrás no grid.


O diretor técnico da Ferrari, Ross Brawn, está rezando por condições melhores para a corrida de domingo.


“A meteorologia para amanhã prevê uma pequena chance de chuva para o período da corrida. Honestamente, nós precisamos manter nossos dedos cruzados e esperar que a previsão esteja certa”, declarou.


Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *