F1: Sato perderá dez posições no grid do GP da China

O japonês Takuma Sato perderá dez posições no grid de largada do GP da China de Fórmula 1 por ter trocado o motor de seu Super Aguri, mesmo que isso não signifique muito na prática, pois seu melhor lugar no grid este ano foram dois 17º lugares (entre 21).

Sato já havia utilizado um motor novo no último Grande Prêmio, realizado na Itália no dia 10 de setembro. Como ele conseguiu completar a corrida, terminando na 16ª posição, deveria utilizar o mesmo propulsor neste fim de semana, em Xangai.


O brasileiro Rubens Barrichello, da Honda, teve que fazer alterações no motor de seu carro, mas não sofreu punições. O time mexeu no propulsor com autorização e supervisão da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), trocando bombas de óleo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *