F1: Sebastian Vettel vence GP da Espanha

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) venceu neste domingo (22/05), o GP da Espanha, em Barcelona, na Espanha, 5ª etapa da temporada. Foi a quarta vitória de Vettel no ano e 14ª na categoria. A dupla britânica da McLaren, Lewis Hamilton e Jenson Button, completaram o pódio.

O espanhol Fernando Alonso (Ferrari) fez uma grande largada, saindo da 4ª posição para a liderança na primeira curva. Vetell era o 2º, seguido pelo pole-position, o australiano Mark Webber, parceiro do atual campeão.

Na 8ª volta começou a primeira rodada de pit stops, indicando que a maioria iria fazer quatro paradas. Alonso parou na 11ª volta conseguindo manter a ponta na volta à pista, mas com menos de um segundo de vantagem sobre Vettel, que havia parado nos pits uma volta antes.

Assim como na primeira rodada, Vettel entrou nos boxes antes de Alonso, na 18ª volta, colocando novamente pneus macios. Na seguinte o espanhol fez a sua parada, saindo atrás de Vettel.

Hamilton assumiu a liderança, até a 23ª volta, quando entrou nos pits, saindo na frente de Alonso e Webber, assumindo a segunda posição.

Na 35ª volta Vettel parou nos pits pela terceira vez, deixando Hamilton na ponta por uma volta. Webber ultrapassou Alonso, que logo depois recuperou a posição.

Com pneus novos Button, que tinha a estratégia de três paradas nos boxes, passou Button e logo depois Alonso, indo para a 3ª posição.

Vettel liderava com 2s5 de vantagem sobre Hamilton. Button vinha em 3º, seguido por Alonso e Webber. Na 38ª volta o brasileiro Felipe Massa (Ferrari), que vinha em 9º lugar, rodou, voltando a prova.

Com 42 voltas disputadas Hamilton diminuiu a vantagem de Vettel para um segundo. Pouco depois, via rádio, a Red Bull mandou Vettel não usar o KERS.

Na 49ª volta Vettel fez a sua quarta parada nos boxes, deixando novamente Hamilton na liderança por uma volta. Tendo que se defender dos ataques de Hamilton, Vettel voltou a usar o KERS.

Na 51ª volta o finlandês Heikki Kovalainen (Lotus) perdeu o controle do carro na curva 4, indo direto na barreira de pneus.

Faltando dez voltas para o final Vettel tinha apenas 0s6 de vantagem sobre Hamilton, que pouco antes tinha feito a melhor volta da prova, 1m26s7.

Na 60ª volta Massa, com problemas de câmbio, abandonou.

Nas voltas finais Hamilton pressionou Vettel, mas sem se aproximar o suficiente para fazer a ultrapassagem. Vettel recebeu a bandeirada com apenas 06 de vantagem.

Com a 14ª vitória Vettel se igualou ao britânico Graham Hill (Campeão em 1962 e 1968), o australiano Jack Brabham (Campeão em 1959, 1960 e 1966) e o brasileiro Emerson Fittipaldi (campeão em 1972 e 1974).

Com três paradas nos boxes, Button fechou o pódio. Webber terminou em 4º. Nos últimos dez GPs em Barcelona o pole havia vencido. Apenas os quatro primeiros terminaram na mesma volta.

Com pneus duros na parte final da prova Alonso, perdeu rendimento, caindo para 5º.

A dupla alemã da Mercedes Michael Schumacher e Nick Heidfeld, fez uma intensa disputa pela 6ª posição, com o heptacampeão saindo o vencedor.

Último no grid, após seu Renault pegar fogo no sábado, o alemão Nick Heidfeld fez uma grande prova, terminando em 8º. As duas Sauber, com o mexicano Sergio Perez e o japonês Kamui Kobayashi, completaram a zona de pontos. Kobayashi teve que ir aos boxes logo na primeira volta, com um pneu furado. Perez marcou os seus primeiros pontos na categoria.

O brasileiro Rubens Barrichello (Williams) foi o 17º, duas posições atrás do parceiro de equipe, o venezuelano Pastor Maldonado. A equipe, nove vezes campeã de construtores, continua zerada no ano.

Vettel lidera o campeonato com 118 pontos. Hamilton, em 2º, soma 77. Webber é o 3º com 67.

A próxima etapa, o GP de Mônaco, em Monte Carlo, acontece no dia 29 de maio.

Final:

1º) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 66 voltas em 1h39min03s301
2º) Lewis Hamilton (ING/McLaren) – + 0s630
3º) Jenson Button (ING/McLaren) – + 35s697
4º) Mark Webber (AUS/Red Bull) – + 47s966
5º) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – + 1 volta
6º) Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – + 1 volta
7º) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – + 1 volta
8º) Nick Heidfeld (ALE/Renault) – + 1 volta
9º) Sergio Perez (MEX/Sauber) – + 1 volta
10º) Kamui Kobayashi (JAP/Sauber) – + 1 volta
11º) Vitaly Petrov (RUS/Renault) – + 1 volta
12º) Paul di Resta (ESC/Force India) – + 1 volta
13º) Adrian Sutil (ALE/Force India) – + 1 volta
14º) Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) – + 1 volta
15º) Pastor Maldonado (VEN/Williams) – + 1 volta
16º) Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) – + 2 voltas
17º) Rubens Barrichello (BRA/Williams) – 2 voltas
18º) Jarno Trulli (ITA/Lotus) – 2 voltas
19º) Timo Glock (ALE/Virgin) – 3 voltas
20º) Jerome D’Ambrosio (BEL/Virgin) – 3 voltas
21º) Narain Karthikeyan (IND/Hispania) – 4 voltas

Abandonos:
Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 60 voltas
Heikki Kovalainen (FIN/Lotus) – 49 voltas
Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania) – 29 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *