F1: Segundo presidente da FIA, F-1 pode perder equipe

O presidente da FIA, Max Mosley, acha difícil que a Fórmula 1 termine 2008 com 12 equipes. A principal preocupação é com a Super Aguri, que vive dificuldades financeiras e sequer marcou a data de lançamento de seu carro para a temporada.

Questionado se a escuderia participará da primeira corrida do ano, em março, na Austrália, o dirigente se mostrou pouco confiante. “Eu não apostaria minha vida nisso. Acho que sim, mas você não pode ter certeza”, afirmou.


A Super Aguri entrou na Fórmula 1 em 2006 e enfrentou sua maior crise na parte final de 2007. Abertamente em busca de patrocinadores, a equipe ainda não anunciou quais serão seus pilotos na edição 2008 do Mundial.


Para Max Mosley, a chance de todas as equipes participarem das 18 corridas é “não muito” grande. Ainda assim, ele espera ver a Super Aguri em Melbourne. “Até onde estamos informados, ele são um time normal e inscrito no campeonato.”


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *