F1: Sem arrependimento, Badoer aponta seu problema: a imprensa

Bastante criticado em seu retorno à Fórmula 1 e vendo vários nomes sendo especulados para lhe tirar a vaga de substituto de Felipe Massa na Ferrari, Luca Badoer prefere ignorar tudo isso. Garantindo que o culpado pela desconfiança em torno do seu potencial é a imprensa, o italiano não se arrepende de ter aceitado o desafio de voltar à categoria depois de dez anos afastado.

Após protagonizar uma trapalhada nos boxes que lhe rendeu uma punição durante o GP da Europa, Badoer havia prometido evolução na Bélgica, porém já no treino classificatório deste sábado cometeu um erro bobo e terminou na caixa de brita e com a última posição do grid de largada.

Como a maior parte das críticas recebidas vem dos jornalistas, o veterano assegura estar feliz apesar dos maus resultados. “O único problema para mim e para o time é a imprensa, pois 90% (dela) tem escrito coisas realmente ruins. Eu não ligo pois me recuso a ler jornais, mas outras pessoas podem ser influenciadas, então não gosto disso”.

Novamente o 20º colocado do grid de largada de uma prova, repetindo a decepção de Valência, Badoer assegura contar com o apoio dos colegas nessa luta contra a mídia. “Outros pilotos chegam a mim e dizem: ‘Sabemos quão difícil é esse assunto’. Imprensa à parte, portanto, esse período tem sido bom. Estou muito satisfeito por guiar uma Ferrari”.

Por outro lado, o italiano de 38 anos admite que o fato de estar longe do desempenho apresentado por Kimi Raikkonen é muito “frustrante”. Ainda que negue arrependimento por ter aceitado substituir Massa depois da recusa de Michael Schumacher, ele ressalta que poderia ir bem melhor caso houvesse tido uma chance mais cedo. “Há dois anos, eu aproveitaria essa oportunidade de uma forma diferente, pois estava acostumado ao carro. Infelizmente não se pode escolher tudo na vida”.

Fonte: Gazeta Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *