F1: Toyota anuncia afastamento de Mike Gascoyne

A escuderia Toyota da Fórmula 1 anunciou nesta quarta-feira a suspensão de seu diretor técnico Mike Gascoyne devido a uma “fundamental diferença de opinião”.

O time que, estima-se no paddock da categoria, já gastou aproximadamente US$ 1 bilhão desde que entrou na Fórmula 1 em 2002, terminou em quarto no Mundial de Construtores no ano passado após ter conquistado seu primeiro pódio.

Nesta temporada, no entanto, vem sofrendo com uma performance fraca, apesar do terceiro lugar conquistado por Ralf Schumacher na última etapa, o GP da Austrália.

“Devido a uma fundamental diferença de opiniões em relação a operações técnicas da equipe de Fórmula 1, a Toyota Motorsport suspendeu seu diretor técnico de chassis, Mike Gascoyne, até segundas ordens”, dizia comunicado do time. “A escuderia não fará nenhum comentário adicional a esse respeito.”

Especulações dos bastidores da Fórmula 1 dizem que Gascoyne teria saído devido a um desentendimento com a direção da equipe e a uma troca de pessoal. O britânico, vindo da Renault em outubro de 2003 para assumir o desenvolvimento de chassi da equipe, é um dos técnicos mais bem conceituados no meio, conhecido também por seu modo expansivo de se comunicar.

Até a Red Bull contratar Adrian Newey, um ex-McLaren, Gascoyne era visto como o diretor técnico mais bem pago da categoria. Sua carreira começou na área da aerodinâmica, na McLaren, em 1989. Após passar por Tyrrel (duas vezes), Sauber e Jordan, foi para a Benetton em 2000 e lá ficou até 2003, quando assinou com a Toyota.

O time japonês não anunciou quem será seu substituto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *