F1: Vettel achou o culpado pela sua pífia atuação no GP da Espanha, o safety car virtual


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Quarto colocado no GP da Espanha no último domingo, Sebastian Vettel não está feliz com uma das regras da Fórmula 1. Logo após a quinta prova da atual temporada, o alemão, o safety car deveria mudar para que nenhum piloto tire vantagem durante a corrida.

“É o mesmo para todos os pilotos, mas a FIA nos fornece um sistema que nos faz seguir um tempo, e todos precisam reduzir a 40%. Porém acho que todos nós estamos cientes de que você pode ter uma forma mais rápida de andar durante o safety car virtual do que apenas seguir o tempo: seguindo a distância”, disse Vettel.

“Então, acho que deveríamos ter um sistema que não possua essa brecha, porque isso nos força a usar trajetórias ridículas pela pista, e todos estão fazendo assim, então não acho que seja segredo. Nosso esporte poderia fazer mais do que simplesmente fornecer um software ruim, que nos possibilita arrumar performance extra dessa forma”, finalizou o piloto tetracampeão da Fórmula 1.

Depois da afirmação de Vettel, Charlie Whiting, diretor de provas da FIA, destacou que a crítica do piloto alemão não tem embasamento. “Eu não sei do que ele está falando, sinceramente. O safety car virtual tem um mapa na centralina eletrônica que é 30% mais lento do que em uma volta rápida. Os pilotos precisam seguir essa volta, não tem como eles tentarem algo para levar vantagem”.

“Mesmo se alguém vá lento, contanto que eles cheguem a zero naquele momento, não importa. Se é medido a cada 50 metros, então qualquer vantagem que você possa ter por assumir uma linha diferente na pista será absolutamente mínima”, ressalto Whiting.

Fonte: Gazeta Esportiva

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *