F3 Alemã: Rafael Suzuki larga na quarta fila em Nurburgring

Foi a primeira vez que o brasileiro andou no traçado completo da pista alemã.

O brasileiro Rafael Suzui (SV Labs) anotou o sétimo melhor tempo na definição do grid de largada para a 11ª etapa da Fórmula 3 Alemã, um dos principais campeonatos da categoria em todo o mundo. Foi a primeira vez que ele andou no traçado completo do tradicional circuito de Nurburgring, o mesmo usado para as corridas de Fórmula 1. “Para o primeiro treino do fim de semana e para quem nunca tinha andado na pista inteira, acho que o desempenho foi bom”, conta. A corrida deste sábado (16/08) é preliminar da Le Mans Series, mais importante competição de carros protótipos do mundo.


 


Rafael Suzuki acredita que só não conseguiu uma posição melhor de largada pelo fato de não conhecer inteiramente o circuito. “Eu demorei umas duas ou três voltas até pegar o jeito da pista. E nós também não conseguimos juntar nossos melhores trechos na mesma volta”, explica. O piloto da Performance Racing também acredita que a falta de treinos livres dificulta muito. “Ir direto para a classificação é meio que uma loucura. Quem treina e já correu aqui, leva vantagem”, analisa.


 


Justamente por não poder testar o acerto do carro, o brasileiro foi para a classificação quase no escuro. As informações que ele tinha eram da primeira vez que andou em Nurburgring, nas etapas cinco e seis da F3 Alemã, quando o traçado era mais curto. “Eu senti dificuldade nas curvas de alta. Mas eu e meu engenheiro já pensamos no que fazer para tentar corrigir isso amanhã”, afirma o titular da SV Labs.


 


Para a corrida, Suzuki prefere não fazer prognósticos. “Aqui tudo é uma incógnita. A falta de ritmo e o pouco tempo para treinar atrapalham bastante, não dá para saber de fato quem está melhor”, acredita. No entanto ele sabe o que precisa para conseguir um bom resultado. “Depende muito da primeira volta. Com um bom início, tenho mais chances de chegar entre lá na frente. Pode até parecer, mas não é tão fácil de ultrapassar aqui”, conclui.


 


Estes são os 10 primeiros do grid de largada para a 11ª etapa:


 


1) Frédéric Vervisch/BEL, Dallara F307/Mercedes, 1min52s247;


2) Laurens Vanthoor/BEL, Dallara F307/Volkswagen, a 0s093;


3) Matteo Chinosi/ITA, Dallara F307/Honda, a 0s260;


4) Johnny Ceccoto/VEN, Dallara F307/Mercedes, a 0s280;


5) Kevin Mirocha/ALE, Dallara F307/Opel, a 0s356;


6) Sebastian Saavedra/COL, Dallara F307/Mercedes, a 0s399;


7) Rafael Suzuki/BRA, Dallara F307/Opel, a 0s961;


8) Hamad Al Fardan/BRN, Dallara F307/Mercedes, a 1s031;


9) Gerhard Tweraser/AUT, Dallara F307/Mercedes, a 1s401;


10) Max Nilsson/SUE, Dallara F307/Mercedes, a 1s596.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *