F3 Alemã: Suzuki tem corrida difíci em Nürburgring, mas se mantém em quinto no campeonato

Com problemas no carro na etapa deste sábado, brasileiro ainda conseguiu garantir mais dois pontos na tabela, mas viu sua diferença para o líder subir de oito para 14 pontos.

O brasileiro Rafael Suzuki (SVLabs) completou uma corrida heróica na manhã deste sábado, no encerramento da rodada dupla de Nürburgring da Fórmula 3 Alemã. Com problemas no carro desde as primeiras voltas, ele conseguiu se manter na zona de pontos ao se defender dos ataques dos pilotos que vinham de trás, e garantiu mais dois pontos no campeonato mesmo na corrida que ele próprio classificou como “a pior do ano” para sua equipe, a Performance Racing.

Oitavo no grid, Suzuki pulou para sexto na largada, e durante a maior parte da prova defendeu-se dos ataques do holandês Stef Dusseldorp, autor da melhor volta do dia. Na parte final, ele ainda segurou o alemão Markus Pommer e conseguiu receber a bandeirada em sexto. O resultado não impediu o brasileiro de se manter entre os cinco primeiros no campeonato, mas fez sua diferença para o líder Laurens Vanthoor aumentar de oito para 14 pontos.

“Estou satisfeito por ter marcado mais dois pontos, e realmente foi o máximo que deu para fazer no dia de hoje”, disse Suzuki. “Meu carro saía estranhamente de frente em todas as curvas. Isso me obrigava a virar muito o volante, o que piorava, conseqüentemente, o comportamento da parte traseira do carro. Como eu não conseguia uma boa velocidade de contorno, acabava sendo mais lento no final das retas. E isso me tornou um alvo fácil para ultrapassagens. Para não perder posições, vim trancando o pessoal de trás a corrida toda, e só não deu mesmo para segurar o Dusseldorp. Ele fez a melhor volta da prova e tinha um carro bem superior”, disse o brasileiro.

O inglês Stuart Tarr, engenheiro da Performance Racing, chegou a suspeitar de um problema no freio do carro de Suzuki – que provocaria no Fórmula 3 do brasileiro um efeito parecido ao de um carro de rua com o freio de mão puxado, que no contorno das curvas tende a não obedecer os comandos do volante. Mas, depois da prova, o engenheiro admitiu que pode ter havido um problema no diferencial.

“De qualquer maneira, não teríamos carro para vencer essa prova, mas passei um verdadeiro sufoco. No final, tivemos um vazamento de água que provocou um superaquecimento do motor, e cruzei a linha de chegada com o propulsor trabalhando a 110ºC. O normal seria ele estar na casa de 61ºC ou 62ºC. Em virtude disso, vamos ter que trocar o motor para a próxima corrida”, revelou Rafael. A terceira rodada dupla da Fórmula 3 Alemã está marcada para daqui a duas semanas, em Hockenheim. Confira o resultado completo da prova deste sábado em Nürburgring:

1) Rahel Frey (SUI, Jo Zeller Racing – Dallara Mercedes), 18 voltas
2) Laurens Vanthoor (BEL, Van Amersfoort Racing – Dallara Volkswagen), A 06s482
3) Nico Monien (ALE, Zettl Sportsline – Dallara Mercedes), A 13s963
4) Bernd Herndlhofer (AUS, HS Technik Motorsport – Dallara Mercedes), A 15s512
5) Stef Dusseldorp (HOL, Van Amersfoort Racing – Dallara Volkswagen), A 16s336
6) Max Nilsson (SUE, Swiss Racing Team – DallaraMercedes), A 26s401
7) Rafael Suzuki (BRA, Performance Racing – Dallara Volkswagen), A 27s921
8) Markus Pommer (ALE, Zettl Sportsline – Dallara Mercedes), A 30s136
9) Andderly Fong (CHI, Performance Racing – Dallara Volkswagen), A 35s325
10) Gary Hauser (LUX, Racing Experience – Dallara Mercedes), A 36s029
11) Sergey Chukanov (UCR, ArtLine Racing – Arttech F24 Opel), A 38s911
12) David Hauser (LUX, Racing Experience – Dallara Mercedes), A 40s225
13) Marco Oberhauser (AUS, Neuhauser Racing – Dallara Mercedes), A 41s192
14) Willi Steindl (AUS, HS Technik Motorsport – Dallara Mercedes), A 43s024
15) Shirley Van der Lof (HOL, Zettl Sportsline – Dallara Mercedes), A 45s881
16) Vladimir Semerov (RUS, ZyXEL RRT – Dallara Mercedes), A 46s695
17) Mika Vähämäki (FIN, ADRF – Dallara F304 Opel), A 1min04s
18) Francesco Lopez (GER, Francesco Lopez – Dallara F304 Opel), A 1min04s
19) Luca Iannaccone (ITA, Rhino’s Leipert Motorsport – Dallara F304 Opel), A 1 volta
20) Nicolas Marroc (FRA, Racing Experience – Dallara Mercedes), A 2 voltas
21) Dominik Schraml (ALE, Rennsport Rössler – Dallara Opel), A 10 voltas

Passadas quatro corridas, os seis melhores na tabela são:
1) Laurens Vanthoor, 32
2) Rahel Frey, 31
3) Stef Dusseldorp, 24
4) Bernd Herndlhofer, 21
5) Rafael Suzuki, 18
6) Markus Pommer, 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *