F3 Inglesa: Adriano Buzaid supera febre para andar entre os primeiros colocados nos testes

O piloto brasileiro treinou nesta terça-feira (23) sob efeito de medicamentos depois de febre de 40ºC na véspera dos testes realizados em Silverstone

Não foi nada para fácil para Adriano Buzaid entrar no carro e participar dos testes da Fórmula 3 Inglesa nesta terça-feira (23), em Silverstone, na Inglaterra. A sessão é uma das últimas oportunidades de preparação antes do início da temporada, marcada para o dia 3 de abril, com rodada tripla em Oulton Park.

Na véspera, o piloto começou a se sentir mal e procurou um hospital com 40ºC de febre, cólica e vômitos. Os médicos diagnosticaram uma infecção alimentar e o brasileiro foi medicado para ter mínimas condições de participar dos testes. Mesmo em recuperação, conseguiu chegar ao traçado ainda pela manhã, às 09h30.

E superou todas as dificuldades para registrar o quarto melhor tempo do dia, com 1min41s473. O mais veloz foi Jean-Eric Vergne, com 1min40s198. “Eu entrei no carro razoavelmente bem. Apesar de ainda sentir o estômago um pouco mal, foi melhor do que não ter andado”, contou Adriano Buzaid.

“Deu para sentir como o carro está, só não foi possível fazer os ajustes que gostaria”, acrescentou. “Eu participei só da segunda sessão de treinos, dei umas 30 voltas e mais de 70% delas com chuva ou com pista molhada. Só umas cinco ou seis foram no seco, e isso atrapalha também”, disse,

Segundo o piloto, os testes desta quarta-feira (24) serão decisivos. “Quero aproveitar os treinos de amanhã para acertar o carro e fazer com que ele ande ainda melhor. Estou feliz, pois mesmo estando mal fisicamente e sem mexer no carro, fiz o quarto tempo. Ano passado, quando as coisas estavam ruins isso não era possível”.

A única preocupação de Adriano Buzaid, agora, é com o clima. “Acho que estarei 100% fisicamente nos treinos de amanhã, mas o tempo ainda pode atrapalhar. Há previsão de chuva e isso pode ser ruim, principalmente se ficar daquele jeito, sem chover de vez, mas com a pista úmida”, revela o piloto, que fará sua segunda temporada na F-3 Inglesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *