F3 Sulamericana: A melhor categoría de monopostos da América do Sul se apresenta no moderno autódromo de Santa Cruz do Sul

Pela segunda vez em seus três anos de vida o Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul, receberá um evento de uma categoria internacional, com a presença da Fórmula 3 Sulamericana.

A cidade que está a 122 metros acima do nível do mar, localizada a 156 Kilômetros ao noroeste de Porto Alegre (capital do estado do Rio Grande do Sul) e a 577 kilômetros de Uruguaiana (cidade que faz fronteira com Paso de los Libres na Argentina), em uma região onde a principal atividade é o cultivo de tabaco e a terceira maior Oktoberfest do mundo, atrás somente de Munique e Blumental (Santa Catarina). Mostra ainda com orgulho ser uma das cidades com maior rende per cápita do Brasil, com cerca de 150.000 habitantes, muitas árvores, praças e jardins muito bem cuidados.

O autódromo com um traçado de 3.530 metros de extensão, reune todas as exigências da FIA em matéria de segurança, tanto na pista, como nos boxes e na sua respectiva faixa de rolamento. Conta com 6 tribunas e uma especial com acesso a banheiros e estacionamente para pessoas com necessidades especiais no final da reta principal, pouco antes da primeira curva. Torre de controle, sala de serviço médido, de imprensa, de conferências, de autoridades, serviços gerais, paddock de diretoria e amplos estacionamentos para convidados e público em geral, demostrando uma vez mas que o Brasil, tem poucos mas bons autódromos, construídos como se devem ser feitas as pistas para a prática dos esportes automobilisticos.

O traçado é no sentido inverso dos ponteiros do relógio (anti-horário), oque significa uma exigência especial para o acerto dos chassis, apesar deste não ter retas bastante longas, exceto pela principal, e curvas de baixa, média e alta velocidade. Isso demandará uma importante tarefa para os engenheiros da escola de monopostos mais destacada da  América Latina. Após conquistar duas vitórias no Rio de Janeiro, seis no total, das quais as últimas cinco foram consecutiva, Nelson Merlo da RC3 Bassani Racing, passou a comandar o torneio; mas faltando 6 etapas e 60 pontos em jogo, tanto Pedro Enrique (Cesário Fórmula) que está em  segundo a somente 5 pontos e Denis Navarro (Cesário Fórmula Jr.) com 15 menos que o líder do certame, são os mais fortes candidatos a ficarem com a coroa, que tem como prêmio para o campeão um teste com um carro da Indy Lights nos Estados Unidos.

Entre as equipes com 108 pontos a serem disputados, várias são as candidatas ao título, destacando-se Cesário Fórmula, RC3 Bassani Racing, Cesário Fórmula Jr, Prop Car e Razia Sport que se encontram nessa ordem, ocupando as cinco primeiras posições do torneio, separadas por 63 pontos.

“Considero que as equipes e pilotos estarão em igualdades de condições pra disputar as provas do próximo final de semana em  Santa Cruz do Sul, fundamentalmente porque poucos dos atuais pilotos já competiram neste circuito. Além disso a pequena diferença na tabela entre os primeiros no campeonato vai gerar corridas muito disputadas”, comentou Nelson Merlo (RC3 Bassani).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *