F3 Sulamericana: Cláudio Cantarelli Jr. pronto para a temporada 2009

Renovada, categoria de monopostos mais tradicional do continente dá a largada para a temporada 2009 no próximo domingo, em Brasília.

O piloto paranaense Claudio Cantelli Júnior está de volta ao automobilismo sul-americano depois de duas temporadas na Europa disputando Fórmula Master e a World Series by Renault V6. Cantelli Júnior irá competir na Fórmula 3 Sul-americana, categoria que já revelou uma série de talentos brasileiros no automobilismo, como Hélio Castroneves, tricampeão da 500 Milhas de Indianápolis. O Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3 terá início no próximo final de semana (6 e 7 de junho), com a disputa da rodada dupla no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília (DF). “A Fórmula 3 é um passo decisivo no aprendizado da carreira de um piloto. Os recursos de acerto disponíveis são fundamentais para a nossa evolução, tanto na pilotagem, quanto na capacidade de interpretar as reações do carro na pista”, enfatiza Cantelli Júnior, que tem 19 anos de idade.

A temporada 2009 da Fórmula 3 na América do Sul promete ser uma das mais movimentadas dos últimos anos. Na pista, os pilotos terão a sua disposição o bólido mais atualizado da categoria, o modelo F309, da Dallara, fabricante italiano que praticamente monopoliza o mercado de Fórmula 3 no mundo, com uma tecnologia que vem ganhando todos os principais campeonatos da modalidade há vários anos. Além disso, os promotores da categoria anunciaram uma parceria com a Red Bull, fabricante de bebidas energéticas com investimentos amplos no automobilismo e um programa muito consolidado de formação de jovens pilotos. É de olho em uma vaga neste programa que os pilotos brasileiros que competem na Fórmula 3 Sul-Americana estarão a partir do próximo final de semana. “Andar bem aqui pode render uma oportunidade de entrar pela porta da frente neste programa”, disse.

Cantelli Júnior irá competir pela equipe paulista Bassan Motorsport e terá como companheiro de equipe o experiente Fernando Galera, também de São Paulo. O primeiro contato do paranaense com o Dallara F309 aconteceu na semana passada na pista de Interlagos, em São Paulo. “Foram dois dias de treinos para eu conhecer a equipe e o carro. Como a chuva atrapalhou bastante, acabou sendo apenas um shake-down para conferir os detalhes da montagem do carro e para amaciar o motor”, revela Cláudio. Na F3 Sul-Americana, todos os carros são equipados com motores Berta, desenvolvidos na Argentina. “Claro que o ideal seria ter conseguido fazer uma pré-temporada completa, com vários dias de treino, como aconteceu com outras equipes. Mas vamos para Brasília confiantes em fazer um bom trabalho e superar essa dificuldade”, admite Cantelli Júnior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *