F3 Sulamericana: Neblina provoca situação inédita na Argentina

Em uma situação inédita na história do Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3, a prova com largada marcada para a manhã deste domingo foi interrompida quando os carros completaram 22 minutos do percurso sob regime de Safety Car. Por motivos de segurança, o diretor de provas Antonio Carlos Regal interrompeu a corrida devido à forte neblina que tomou conta da região de Alta Gracia, onde fica o Autódromo Oscar Cabalén, na Província de Córdoba. Como os carros não completaram 75% do percurso previsto para a corrida, os pilotos receberam apenas 50% da pontuação, como manda o regulamento.

 


“Em alguns trechos (a pista tem 4.045 metros de extensão) simplesmente não dava para ver nada, a visibilidade era nula. Competir nestas condições seria como disputar uma prova no escuro com trechos onde nossa velocidade superava os 260 km/h e com pelo menos uma curva de 230 km/h”, comentou o estreante goiano Rodolpho Santos (Neo Química/Palu Suisse/Wurth). “Esta neblina, aliás, é famosa por adicionar um tempero extra à etapa do Campeonato Mundial de Rali que é realizado nesta região”.


Com a decisão do diretor de provas da F-3, a classificação para o grid, definida no sábado, passou a valer como resultado da corrida, com os pilotos recebendo metade dos pontos. Com isso, Clemente Faria Júnior (Barbosa Mello/Banco Rural/Oi/Vroom), pole e primeiro colocado da 10ª etapa da F-3, somou mais 5 pontos, chegando a 69 na liderança do torneio. Rodolpho Santos, que largou em quarto, acumulou mais 2,5 pontos no 9º lugar – chegando agora a 17,5 pontos.


Às 11h00 ainda havia dúvidas sobre a realização das demais corridas agendadas para este domingo em Córdoba, entre elas a TC2000, na qual o brasileiro Cacá Bueno era o pole position pela equipe da Honda.


Valendo pela 11ª e 12ª etapas, a próxima rodada dupla do Campeonato Sul-Americano está marcada para os dias 21 e 22 de julho, em Resistência, também na Argentina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *