F3 Sulamericana: Suzuki ganhou oito posições em Londrina, e foi sexto

A escuderia paranaense Castilho Motorsport retorna a Curitiba com um excelente resultado na bagagem. A corrida deste último domingo, válida pela 12ª etapa do XXI Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3, rendeu a equipe e seu piloto, Rafael Suzuki, um brilhante sexto lugar.

Suzuki (SVLabs/Shutt) já havia feito uma bela apresentação na prova do sábado, mas o forte calor no Autódromo Internacional Ayrton Senna, fez com que os pneus se desgastassem excessivamente, e ao final da prova não foi possível o jovem piloto colher os pontos esperados, mesmo tendo largado em sétimo lugar.

No domingo, o dia amanheceu com temperaturas bem mais amenas e Alex Castilho, engenheiro e proprietário da equipe fez algumas alterações no acerto que foram determinantes para o rendimento do carro. Suzuki partiu da 14ª posição no grid e fez uma corrida espetacular, deixando para trás nada menos que oito concorrentes.

“Meu carro estava excelente. Não fossem as duas entradas do safety-car poderia ter chegado ao pódio”, disse o piloto. “No final já estava encostado no carro do Ferreira (Felipe) e o Starostik que ia à nossa frente, também estava muito perto”, finalizou.

Com o resultado Suzuki voltou a pontuar no campeonato de pilotos, e já soma 15 pontos. A próxima etapa acontece dentro de seis semanas no Autódromo de Santa Cruz do Sul (RS), e Suzuki busca acertar com seus patrocinadores o apoio necessário para encerrar esta temporada.

“No sábado o forte calor atrapalhou a todos, e nosso acerto deixou o carro muito dianteiro, atrapalhando a condução e causando um excessivo desgaste de pneus”, comentou Castilho. “Hoje fizemos algumas mudanças que se mostraram acertadas. O Rafael fez um excelente trabalho, e por muito pouco não conquista um pódio”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *