F3 Sulamericana: Vinícius Quadros avalia sua estréia na categoria

A estréia do gaúcho Vinícius Quadros (GVD Sports / Altero / Paralaser) no Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3, que teve sua primeira rodada dupla disputada no último final de semana no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo, ficou um pouco abaixo do esperado em termos de resultados finais.

Porém, se a decepção por ter ficado fora do pódio fez parte de sua estréia, a alegria por ter se mostrado competitivo, principalmente na segunda prova, falou mais alto na avaliação pós-prova, costumeira na carreira de Vinícius Quadros. “As dificuldades iniciais de uma estréia em uma nova categoria e também uma nova equipe sempre existem, para qualquer piloto. Comigo não seria diferente, eu ainda não havia pilotado o carro da equipe e fui direto para competição. Tive problemas com algumas regulagens no carro e também com o freio na primeira prova, a de sábado”, disse Vinícius, terceiro colocado no Brasileiro de Fórmula Renault no ano passado. “Mas sei que para a próxima etapa, em Tarumã, vou estar na briga por uma ótima colocação”, emendou.

Na primeira prova da rodada dupla, realizada no sábado, Vinícius enfrentou problemas com o freio de seu carro e terminou a prova em 9º lugar. Na segunda, que aconteceu no domingo, Vinícius teve de largar da última posição, pois não conseguiu efetuar a classificação devido a avaria na asa dianteira, causada por um cilindro deixado na pista por uma outra equipe. Ele estava fazendo uma ótima prova de recuperação, quando teve problemas com a caixa de câmbio de seu Fórmula 3. “Foi uma pena, pois eu já tinha conquistado umas cinco ou seis posições e acho que, se não tivesse tido o problema com o câmbio, poderia ter terminado com um ótimo resultado. Sei que eu estava bastante competitivo nesta segunda prova”, explicou o piloto.

Depois de ter tido problemas na prova de sábado, Vinícius e sua equipe, a Razia Sports, trabalharam muito para ter um carro mais competitivo no domingo. “Por isto também fiquei triste pelo abandono no domingo. Tínhamos conseguido deixar o carro muito bom e foi isto que me deu a certeza de que poderia ter conseguido uma boa posição”, lamentou o piloto GVD Sports/ Altero/ Paralaser.

De qualquer forma, balanço feito, Vinícius e a Razia Sports terão algum trabalho pela frente. “Vamos ter que trabalhar para desenvolver ainda mais nosso carro. Ainda tem muito para tirar dele e, por isto, tenho certeza de que brevemente os resultados serão excelentes”, avaliou, de forma muito madura, o gaúcho Vinícius Quadros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *