FBMW: Marcos Santos salienta aprendizado ao final da temporada

Com a realização da última rodada dupla do Campeonato Norte-Americano de Fórmula BMW no último final de semana no Canadá, encerrou-se a primeira temporada do catarinense Marco Santos (New Line / Feel Free / Worldpan) no automobilismo internacional, depois de vários anos competindo no kartismo brasileiro.

E, temporada encerrada, o momento é de avaliação para o piloto de Blumenau, Campeão Sul-Brasileiro de Kart em 2005 na categoria Novatos. “Em uma primeira temporada, acho que praticamente tudo é lucro. Aprendi muito, mas muito mesmo. Enfrentei quase sempre condições adversas, que me fizeram crescer muito. Pistas novas, onde era necessário trabalhar muito em acerto do carro, a própria dificuldade com um novo equipamento, tudo isso reputo como muito importante para meu crescimento como piloto. E como minha preocupação era com aprendizado e não com resultados, achei a temporada muito proveitosa”, avalia Marco Santos.

Marco Santos disputou sete rodadas duplas – ou quatorze provas – do Campeonato Norte-Americano de Fórmula BMW pela equipe Haberfeld & Walker Racing, de propriedade do brasileiro Mário Haberfeld e do americano Derrick Walker. “Grande parcela de minha evolução devo ao Mário. Ele me ajudou muito, com sua grande experiência no automobilismo”, agradece.

Nesta última rodada dupla do Campeonato, disputada no circuito de Mosport, que há alguns anos atrás recebia provas da Fórmula 1, Marco novamente enfrentou dificuldades, desta vez com uma forte chuva. Apesar de sempre mostrar um belo desempenho em pista molhada, desta vez Marco não conseguiu obter bons resultados, já que a visibilidade era quase nula. “Era muito difícil fazer ultrapassagens, já que o ‘spray’ do carro da frente impedia uma boa visão da pista. Quando eu conseguia ultrapassar, virava quase 4 segundos mais rápido do que o piloto que eu passava. Só que aí já era tarde, pois as corridas tinham poucas voltas”, contou. “Na segunda corrida, a do domingo, a pista secou rápido e acabei ficando sem pneus”, completa.

Como a temporada norte-americana terminou cedo, Marco Santos já tem a seqüência de 2006 programada. “Devo disputar as três últimas etapas do Brasileiro de Fórmula Renault pela Dragão Motorsport. É uma forma de não ficar parado nestes últimos meses do ano”, explica o piloto New Line / Feel Free / Worldpan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *