FNippong Japonesa: João Paulo termina em oitavo na estréia

Brasileiro andou sempre na frente do experiente japonês Ryo Michigami, seu companheiro de equipe, mesmo sem ter experiência com o carro na chuva.


O brasileiro João Paulo de Oliveira (Lola/Honda/M&O 5Zigen) saiu literalmente de alma lavada do circuito de Suzuka, no Japão, onde estreou neste domingo (19/11) na Fórmula Nippon. Convidado pela equipe 5Zigen para participar da última etapa da principal categoria de monopostos da Ásia, ele largou da 17ª posição para receber a bandeira em oitavo, debaixo de muita chuva. “Foi um resultado excelente considerando que esta foi minha primeira corrida na categoria”, comemorou o paulista. A vitória ficou com o alemão Andre Lotterer (Lola/Toyota/Dhg Tom’s), ex-piloto da Fórmula Mundial, que completou as 51 voltas em 1h46min11s459. Campeão antecipado, o francês Benoit Treluyer (Lola/Toyota/Impul) abandonou.

Estreando pela fraca equipe 5Zigen, que não marcou sequer um ponto na temporada, João Paulo andou na frente do titular do time, mesmo estando a nove meses sem andar de monoposto (a última vez foi em um teste na Fórmula 1 com a Williams), e sem ter feito nenhum treino com pista molhada. “A corrida foi bem legal. Foi debaixo de um temporal! Estava muito difícil de enxergar durante toda a corrida e dificultava muito ultrapassagens”, apontou o ex-campeão japonês de Fórmula 3. O experiente japonês Ryo Michigami, que corre a nove anos na Fórmula Nippon, ficou na 11ª posição.

João Paulo vem impressionando os orientais desde 2004 quando foi vice-campeão japonês de Fórmula 3, título que conquistou no ano passado. Nesta temporada ele competiu pela Nissan no Super GT Japonês, o certame de turismo mais reconhecido na Ásia.

A F-Nippon é a categoria de maior cobertura da Ásia, reunindo um grid de 22 chassis Lola com motores de 540 cavalos de potência de duas marcas, Honda e Toyota. Este monoposto é um dos mais potentes do mundo, com desempenho similar ao da GP2, atual porta de entrada para a Fórmula 1. Já revelou vários pilotos que foram para a categoria máxima do automobilismo, entre eles Eddie Irvine, Jacques Villeneuve, Norberto Fontana, Mika Salo, Alex Yoong, e campeões como Ralf Schumacher (1996) e Pedro de la Rosa (1997). Atualmente conta com pilotos com experiência na Fórmula 1, como os japoneses Tora Takagi, Yuji Ide e Sakon Yamamoto, e na Fórmula Mundial, como o sueco Bjorn Wirdheim e o alemão André Lotterer, além de vários outros estrangeiros, a exemplo dos franceses Benoit Treluyer e Loic Duval, e o italiano Ronnie Quintarelli.

Resultado da última etapa do Campeonato Japonês de Fórmula Nippon:

1 Andre Lotterer (ALE/DHG TOM’S), 51voltas em 1h46min11s459;
2 Tsugio Matsuda (JAP/mobilecast IMPUL), 1h46min16s515;
3 Tatsuya Kataoka (JAP/Team LeMans), 1h46min51s543;
4 Takashi Kogure (JAP/ARTA), 1h46min58s982;
5 Takeshi Tsuchiya (JAP/DHG TOM’S), 1h47min03s641;
6 Loic Duval (FRA/PIAA NAKAJIMA), 1h47min04s222;
7 Toshihiro Kaneishi (JAP/ARTA), 1h47min16s371;
8 João Paulo de Oliveira (BRA/M&O 5ZIGEN), 1h47min42s542;
9 Bjorn Wirdheim (SUE/DoCoMo DANDELION), 1h47min42s883;
10 Yuji Ide (JAP/DoCoMo DANDELION), 1h47min45s251;
11 Ryo Michigami (JAP/5ZIGEN), 1h48min06s748;
12 Ronnie Quintarelli (ITA/BOSS INGING), a 1 volta;
13 Masataka Yanagida (JAP/KONDO), a 1 volta;
14 Kazuki Hoshino (JAP/arting IMPUL), a 1 volta;
15 Katsuyuki Hiranaka (JAP/EMS Racing), a 13 voltas;
16 Naoki Yokomizo (JAP/BOSS INGING), a 15 voltas;
17 Benoit Treluyer (FRA/mobilecast IMPUL), a 24 voltas;
18 Satoshi Motoyama (JAP/arting IMPUL), a 26 voltas;
19 Yuji Tachikawa (JAP/RECKLESS CERUMO), a 26 voltas;
20 Hideki Mutoh (JAP/PIAA NAKAJIMA), a 30 voltas;
21 Seiji Ara (JAP/KONDO), a 49 voltas;
22 Toranosuke Takagi (JAP/Team LeMans), a 50 voltas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *